Chevrolet oficializa compacto Onix


Uma das grandes armas da Chevrolet para reconquistar seu espaço no mercado nacional, talvez o mais importante lançamento da marca nos últimos anos, o hatch Onix foi enfim apresentado. Estrela do estande da General Motors do Brasil no Salão do Automóvel de São Paulo, o sucessor do Corsa foi revelado, confirmando-se suas três versões de acabamento (LS, LT e LTZ), as duas opções de motorização (1.0 e 1.4) e a oferta de equipamentos inéditos no segmento, como o sistema multimídia Sync e a transmissão automática sequencial de seis marchas, ambos opcionais. Os preços do modelo começam em R$ 29.990.

Construído sobre a plataforma do Sonic, que deu origem também ao sedã Cobalt e à minivan Spin, o Onix adota visual arrojado. A grade de grandes proporções, típica das recentes criações da Chevrolet, se faz presente, mas com área adequada ao porte do veículo. Os faróis não trazem cortes abruptos, como se vê no Agile, por exemplo. O conjunto óptico tem dupla parábola e um interessante filete azulado para iluminação diurna nas versões mais caras. Os vincos do capô combinam com o perfil esportivo do modelo, assim como as linhas do para-choque, mais arrojadas no acabamento topo-de-linha LTZ.

Nas laterais, o desenho passa jovialidade com a linha de cintura alta e os vincos marcantes de portas e para-lamas. As maçanetas destoam um pouco do restante, mas não comprometem o conjunto. Atrás, as lanternas remetem ao irmão maior Cruze Sport6, mas é impossível não lembrar do Volkswagen Gol pela obra total, especialmente pela distribuição dos elementos na parte posterior. Novamente, os contornos reforçam a esportividade do compacto.

O habitáculo do Onix segue a tendência criada com o Cobalt e vista na Spin. O desenho é moderno e o acabamento, na média da categoria, com toques de requinte nas versões mais caras. Elas dispõem de detalhes cromados, costuras em tom laranja e do já citado sistema Sync, com tela sensível ao toque no centro do painel. O volante vem do Cruze, enquanto o quadro de instrumentos, com velocímetro digital e inspiração em motocicletas, segue a tendência criada com o pequeno Spark no fim da última década.

ACABAMENTOS

Ao todo, serão três níveis de acabamento oferecidos pelo Onix. O mais simples, LS, conta com airbag duplo, freios antitravamento (ABS) com distribuição eletrônica (EBD), direção hidráulica, limpador de desembaçador traseiros e ajuste de altura do banco do motorista. Esta versão conta apenas com motor 1.0.

A intermediária LT oferece os blocos 1.0 e 1.4, adicionado à lista de itens de série do LS equipamentos como vidros dianteiros e travas elétricos e rodas de 15 polegadas com calotas. Há também moldura cromada na grade, faróis e lanternas escurecidos, maçanetas e retrovisores na cor da carroceria, detalhes internos cromados e chave tipo canivete. Os preços partem de R$ 31.690 (1.0) e R$ 35.290 (1.4).

Já a opção topo-de-linha, LTZ, adota apenas o propulsor mais potente. Além dos itens da LT, ela traz ar condicionado, rodas de liga leve de 15 polegadas, faróis de neblina e vidros elétricos traseiros. Destacam-se também computador de bordo, sistema multimídia MyLink e retrovisores elétricos. A tabela sugere R$ 41.990.

MOTORES

A gama de propulsores traz os conhecidos 1.0 e 1.4, ambos com oito válvulas, da linha Chevrolet. No entanto, ambos passaram por mudanças para melhorar consumo e emissões e gerar mais força. Por isso, receberam a identificação SPE/4.

O 1.0 8v agora entrega 78 cv com gasolina e 80 cv com etanol, sempre a 6.400 rpm. O torque é de 9,5/9,8 kgfm, respectivamente, a 5.200 rpm. Já o 1.4 gera 98 cv com derivado fóssil e 106 cv com combustível vegetal, potências atingidas a 6.000 rpm. O torque é de 13/13,9 kgfm (G/E) a 4.800 rpm.

MERCADO

Com produção na fábrica da GM em Gravataí (RS), onde são feitos Celta e Prisma, o Onix é aposta forte da empresa. Sua meta mensal de vendas é de cerca de 12 mil exemplares, acima da média obtida atualmente pelo modelo mais vendido da marca no País, Celta.

As vendas iniciam em novembro, com cinco tonalidades opcionais para a carroceria: as sólidas branco Summit, preto Global e vermelho Pepper e as metálicas prata Switchblade e laranja Flame, cor oficial do lançamento. Seguindo receita de rivais, haverá kits de personalização com adesivos e peças diferenciadas. Os pacotes são Joy, Race e 24Hours.

CHEVROLET ONIX 2013
– LS 1.0 – R$ 29.990
– LT 1.0 – R$ 31.690
– LT 1.4 – R$ 35.290
– LTZ 1.4 – R$ 41.990

Publicidade

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s