Toyota promete mais refinamento no ecológico Prius Prime


Toyota Prius Prime 1

A nova geração da variação plug-in do Prius, que pode ser recarregada em tomadas domésticas, está pronta. Agora com o nome Prius Prime, ela promete não apenas mais versatilidade para repor as energias das baterias do carro, mas também melhor acabamento. A Toyota afirma que ele é seu mais avançado e equipado híbrido (gasolina/eletricidade) da história. O modelo estará em seu estande no Salão de Nova York.

Toyota Prius Prime 2

Visualmente, o Prius Prime tem o mesmo perfil do Prius “comum”, mas o design é bem menos exótico. Ele dispensa os faróis em “T”, adotando conjuntos horizontais alongados. Há também fileiras de LED, grade e para-choque próprios. Na traseira, o novato também tem personalidade. O vidro e tampa têm uma depressão na parte central, as lanternas passam a se unir por um friso e dispensam o prolongamento até o assoalho e há contornos diferenciados para vincos, para-choque e tampa do porta-malas.

Se fora o estilo menos exótico passa requinte ao Prime, internamente as mudanças leves o deixam, de fato, mais moderno. No painel, a tela de informações passa a dominar quase toda a parte central, integrando também os comandos de climatização. Os difusores de ar assumem nova forma, na vertical, para abrir espaço para o visor de 11,6 polegadas. A Toyota fala ainda em melhores revestimentos.

Toyota Prius Prime 3

O sistema híbrido de propulsão se assemelha ao do Prius. Ele mescla um 1.8 de quatro cilindros a gasolina, com combustão em ciclo Atkinson, com um propulsor elétrico. A eficiência, segundo a Toyota, chega a 40%, nada menos que o dobro de um Otto (20%, como os que se usam comumente com gasolina ou etanol) e acima também dos Diesel (30%). Ele possui recirculação de gás de exaustão e um sistema de refrigeração por água mais eficiente.

De acordo com a Toyota, a autonomia usando somente eletricidade pode chegar a 71 km (44 milhas), o dobro do Prius Plug-in anterior. Neste mesmo modo, o Prime atinge até 135 km/h. Fazendo uso também do propulsor a combustão como gerador, o novo modelo pode rodar por quase 1.000 km sem quaisquer paradas para recarga ou reabastecimento, fazendo uso de equipamentos auxiliares como o recuperador de energia cinética. A recarga leva cerca de 5,5 horas em tomadas domésticas, tempo que pode cair pela metade em pontos de 240 volts. Se necessário, o 1.8 também pode ajudar a mover as rodas, para ultrapassagens, por exemplo.

Toyota Prius Prime 4

Em termos de equipamentos, o Prime destaca uma lista de itens bastante recheada. Além do sistema multimídia com tela de 11,6″, há também alertas de objetos em pontos cegos e mudança de faixa com esterçamento automático, detector de pedestres anti-atropelamentos, aviso de tráfego traseiro, ajuste automático dos faróis baixo e alto, além do airbag para os joelhos do motorista. Também é possível contar com equipamentos como o aparelho de som JBL, o ar condicionado com acionamento remoto pelo celular, a recarga do smartphone sem fio e o assistente de baliza.

A Toyota confirma o lançamento do Prius Prime nos EUA para o final do ano.

Publicidade

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s