MG deixará de produzir na Inglaterra


MG3 - 01

A indústria automobilística da Inglaterra apresenta uma curiosidade. Tendo fortes empresas nos segmentos mais caros, como Aston Martin, Bentley, Land Rover e Rolls-Royce, o país não tem marcas generalistas de peso. Mesmo tendo várias companhias antigamente, como Austin (que produziu o Mini original), Morris, Rover e Leyland, a terra da rainha ficou basicamente com uma única representante: a MG, que está sob controle chinês da SAIC desde 2007. Agora, a montadora de duas letras, porém, acabará com o último resquício britânico. Até o fim do ano, ela encerra suas atividades industriais na terra natal, colocando fim à montagem do hatch MG3.

A decisão de dar fim ao MG3 inglês faz todo o sentido. Até agora, o compacto tinha 80% da produção feita na China. Então, era levado até a fábrica de Longbridge para a fase final. No entanto, a conta passou a não fechar, uma vez que o volume anual ronda os cinco mil exemplares: muito pouco para justificar uma planta em operação. A unidade também fazia o MG6, mas suspendeu as operações pelo modelo não cumprir o plano de emissões Euro6. Um triste fim para o complexo que já teve cerca de 25 mil funcionários.

À MG restará operar tal qual acontecerá com a Holden na Austrália: história, nome e marca locais, mas sem qualquer produto feito em sua terra natal.

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s