Dieselgate: VW confirma 30 mil dispensas globais, incluindo operação obrasileira


Após causar a saída da Audi do Mundial de Endurance (leia aqui) e da Volkswagen do Mundial de Rali (leia aqui), o Dieselgate agora vai mexer no quadro de funcionários do conglomerado alemão. Ainda para cortar gastos a fim de custear reparos e indenizações por conta dos motores a diesel fraudulentos, a empresa demitirá cerca de 30 mil pessoas em todo o mundo. O Brasil também terá redução de postos de trabalho, a fim de enxugar as contas para investir em renovação de produto.

Apesar de confirmar o Brasil no plano de corte de gastos, o Grupo Volkswagen não revelou quantas pessoas perderão seus empregos por aqui. O mesmo ocorre com as operações em América do Norte, onde US$ 15 bilhões serão destinados a cobrir reparos e indenizações, e Argentina. No entanto, a tesoura será mais firme na Alemanha: dos 114 mil empregados atuais, a VW dispensará 23 mil.

A medida será tomada gradualmente, evitando impactar tanto a economia local. Ela foi negociada com sindicalistas alemães, com a promessa de abertura de quase 10 mil vagas posteriormente, com o crescimento da produção de carros ecologicamente corretos. Eles, aliás, serão o foco da Volkswagen a partir de agora, com a mancha que os propulsores a combustão, especialmente a diesel, causaram em sua imagem.

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s