Dieselgate faz VW desistir de carros a diesel nos EUA


Volkswagen Passat TDI EUA

O escândalo dos motores a diesel fraudulentos do Grupo Volkswagen, conhecido como Dieselgate (leia aqui), tem sido decisivo para o futuro da companhia. A montadora está revendo seus planos, com expressa aposta em elétricos e mais de 30 mil demissões, e decidiu deixar competições de automobilismo para economizar recursos, a fim de custear reparos e indenizações relacionados ao caso. Agora, a companhia confirma que vai deixar, de vez, de oferecer propulsores com ciclo Diesel nos Estados Unidos, país onde o imbróglio veio à tona e onde tal tipo de motor não tem tanta demanda.

O anúncio do fim da oferta de carros a diesel nos EUA foi feito pelo CEO da marca, Herbert Diess, em entrevista ao jornal alemão Handelsblatt. Ele negou o boato de que a empresa aguardaria o “esquecimento” do Dieselgate para voltar a investir em tais veículos. No Salão de Paris, em setembro passado, ele havia dito à agência Reuters que a Volkswagen não abandonaria os propulsores a diesel.

A declaração de Diess fez coro ao que disse o CEO do Grupo VW para os EUA. No Salão de Los Angeles, Hinrich Woebcken afirmou não acreditar que os modelos a diesel fizessem parte do futuro da marca. “Não valeria a pena investir tanto dinheiro para torná-los legalmente corretos e deixar de lado tecnologias mais limpas”, pontuou.

Vale lembrar que a Volkswagen gastará quase US$ 15 bilhões em indenizações e reparos relacionados ao Dieselgate só nos Estados Unidos.

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s