F1: Hamilton vence em Abu Dhabi, mas Rosberg leva título


Lewis Hamilton venceu a corrida, andou em ritmo lento para tentar complicar a vida de seu companheiro de equipe, mas não deu. Ao final do GP dos Emirados Árabes, disputado em Abu Dhabi, o alemão ficou com o título do Mundial de Pilotos da Fórmula 1 2017 depois de chegar em segundo. Ele corria com o “regulamento debaixo do braço”, podendo ficar até em terceiro para levantar o troféu inédito. Outro feito é igualar seu pai, Keke, campeão da competição na temporada 1982. Até então, os únicos a fazerem o mesmo foram Graham (1962 e 68) e Damon Hill (1996).

A CORRIDA

Largando na pole, não bastava vencer para que Hamilton conseguisse o título. Rosberg teria de chegar no máximo em quarto, fazendo o inglês ultrapassá-lo. Por isso, o tricampeão decidiu reduzir o ritmo, a fim de fazer os adversários se aproximarem de Nico a fim de superá-lo. O inglês ignorou as ordens da equipe de acelerar para garantir a vitória, esbravejando: “Estou perdendo o campeonato. Não me importo em perder a corrida.”

A estratégia quase deu certo. Rosberg precisou de frieza para se defender dos ataques de Max Verstappen (Red Bull) e Sebastian Vettel (Ferrari). O holandês fez mais uma participação de destaque: saiu em quinto, tocou em Sergio Pérez (Force India) na largada e caiu para último, mas se recuperou e terminou em um louvável quarto lugar. Ele chegou a ser segundo, devido à estratégia de pneus diferenciada. No fim, porém, Rosberg conseguiu se defender principalmente de Vettel e conquistou o troféu ao cruzar a linha de chegada em segundo.

O GP marcou também a despedida de alguns pilotos. Felipe Massa (Williams) se aposentou da Fórmula 1 com um nono lugar e dois pontos, enquanto Jenson Button (McLaren) marcou sua última prova na categoria com um abandono por quebra da suspensão. Felipe Nasr (Sauber), sem assento garantido para 2017, foi apenas o 16º, encerrando a temporada com os dois pontos do GP do Brasil, os únicos do time suíço em 2016.

GP ETIHAD DOS EMIRADOS ÁRABES (55 voltas)
1. Lewis Hamilton (ING) – Mercedes – em 1h38min04s013
2. Nico Rosberg (ALE) – Mercedes – a 0s439
3. Sebastian Vettel (ALE) – Ferrari – a 0s843
4. Max Verstappen (HOL) – Red Bull-TAG Heuer – a 1s685
5. Daniel Ricciardo (AUS) – Red Bull-TAG Heuer – a 5s315
6. Kimi Raikkonen (FIN) – Ferrari – a 18s816
7. Nico Hulkenberg (ALE) – Force India-Mercedes – a 50s114
8. Sergio Perez (MEX) – Force India-Mercedes – a 58s776
9. Felipe Massa (BRA) – Williams-Mercedes – a 59s436
10. Fernando Alonso (ESP) – McLaren-Honda – a 59s896
11. Romain Grosjean (FRA) – Haas-Ferrari – a 1min16s777
12. Esteban Gutiérrez (MEX) – Haas-Ferrari – a 1min35s113
13. Esteban Ocon (FRA) – Manor-Ferrari – a 1 volta
14. Pascal Wehrlein (ALE) – Manor-Ferrari – a 1 volta
15. Marcus Ericsson (SUE) – Sauber-Ferrari – a 1 volta
16. Felipe Nasr (BRA) – Sauber-Ferrari – a 1 volta
17. Jolyon Palmer (ING) – Renault – a 1 volta

NÃO COMPLETARAM
Carlos Sainz Jr (ESP) – Toro Rosso-Ferrari
Daniil Kvyat (RUS) – Toro Rosso-Ferrari
Jenson Button (ING) – McLaren-Honda
Valtteri Bottas (FIN) – Williams-Mercedes
Kevin Magnussen (DIN) – Renault

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s