Investimento da Ford nos EUA dará origem a Mustang híbrido


Ford Mustang Shelby GT350 2015 - 01

A Ford anunciou um aporte de capital na fábrica de Flat Rock, nos Estados Unidos, cancelando o investimento previsto para o México (leia aqui). A medida levantou uma polêmica em torno da influência que Donald Trump, presidente eleito americano, poderia ter sobre a decisão, uma vez que o então candidato ao cargo criticou duramente a marca por apostar no país vizinho em vez de sua terra natal (leia aqui). Especulações à parte, agora a gigante do oval azul detalha seu plano com a injeção de recursos na unidade de Michigan e outras plantas, com foco nos ecologicamente corretos. Os destaques vão para um SUV totalmente elétrico e a inédita variação híbrida do Mustang.

Segundo o comunicado da Ford, serão aplicados US$ 700 milhões na fábrica, com meta de modernizá-la e viabilizar outros projetos. O capital garante a criação de ao menos 700 empregos por lá. No entanto, não só ela fará parte da nova estratégia, que prevê a “eletrificação” de 13 produtos em nível global. A meta é que se cumpram todos os objetos até 2021.

Ford Focus Electric

Dos 13 modelos ecologicamente corretos, sete já foram detalhados pela Ford. O destaque fica para o Mustang híbrido, que aliará um motor da linha EcoBoost (talvez com quatro cilindros) e um propulsor a eletricidade, garantindo força “semelhante à dos V8”. Ele chega aos EUA em 2020, produzido em Flat Rock. A mesma planta montará dois veículos inéditos. Em 2020, será lançado um SUV compacto totalmente elétrico, com autonomia de 500 km. No ano seguinte, se apresentará um híbrido com locomoção autônoma, destinado apenas aos Estados Unidos.

Ford F-150 2015 - 02

Em 2019, a Ford promete lançar uma versão recarregável do furgão Transit Custom, que circulou com variação híbrida nos EUA. Ela será destinada especialmente à Europa. Em 2020, a picape F-150, feita na planta de Dearborn, recebe uma versão movida a gasolina e eletricidade, com foco em EUA e Oriente Médio. No mesmo período, a unidade de Chicago montará dois veículos voltados ao uso policial, com preparação da divisão específica da Ford para tais fins.

A expansão dos híbridos e elétricos tem um motivo: reduzir a média de consumo da marca, algo que se exige em Estados Unidos e Europa. Não por acaso, a Ford trabalha junto de outras montadoras para criar um sistema padronizado de recarga rápida para estes veículos, já com a instalação de um rede completa.

Anúncios

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s