Ford retoca Mustang, que vem ao Brasil


ford-mustang-gt-2018-01Lançada há pouco mais de três anos (leia aqui), a atual geração do Mustang passa por sua primeira reforma. Com a atualização, o esportivo equino da Ford tem uma leve mudança visual, com faróis mais recortados, um tanto distante das tradições. A marca destaca, porém, que o diferencial está na adoção de novos elementos tecnológicos e no maior refinamento mecânico. Exposto no Salão de São Paulo de 2014 (leia aqui) e confirmado para vir ao Brasil durante a edição 2016 do evento paulistano (leia aqui), ele deve desembarcar por aqui no fim do ano.

ford-mustang-gt-2018-02Visualmente, os retoques do Mustang são leves. No entanto, a troca no contorno dos faróis muda bastante o apelo. Menores e com corte irregular, eles deixam a cara do modelo mais agressiva, reforçada pela composição total em LED. O para-choque acompanha as novas linhas, com nova tomada de ar, enquanto a grade praticamente não muda. Ao comprador, a Ford disponibiliza nada menos que 12 opções de rodas. Na traseira, as novidades são o difusor, as saídas de escape, o aerofólio e o para-choque, enquanto o interior muda revestimentos e o quadro de instrumentos, agora com tela personalizável de 12 polegadas. A central multimídia ganha o sistema Sync 3 e há novos itens em oferta, como frenagem automática e controle de velocidade adaptativo.

ford-mustang-gt-2018-03É na mecânica, porém, que a Ford destaca as principais novidades – ainda que fique devendo os números. No que diz respeito aos motores, a empresa afirma ter deixado o 2.3 EcoBoost (310 cv até então) com mais torque, graças à função overboost, que gera mais força por alguns instantes apenas. O 3.7 V6 foi retirado do mercado de vez, por entregar menos energia que o quatro-cilindros (305 cv) e consumir mais. Já o 5.0 V8 promete ganho significativo de potência (435 cv até o momento), com o acréscimo de injeção direta e o aumento da taxa de compressão. Ele também ficou com um ronco mais encorpado, devido à adoção de uma válvula de escape variável. Nada se falou sobre o 5.2 V8 de 530 cv do GT350, que deve ficar para um segundo momento.

ford-mustang-gt-2018-04Atuando junto dos dois propulsores, 2.3 e 5.0, a Ford escalou a nova transmissão automática de dez velocidades (opcional). Ela assume o lugar da antiga caixa de seis relações prometendo trocas mais rápidas e menor consumo. A dupla de motores ainda tem câmbio manual, com o do V8 recebendo embreagem com disco duplo para suportar mais torque e reduzir a resistência do pedal.

ford-mustang-gt-2018-05Além de motores e transmissões, o Mustang recebeu atenção em outras áreas. Na aerodinâmica, a montadora acrescentou uma grade ativa, que altera o grau da passagem de ar de acordo com a prioridade do momento, e novos elementos sob a carroceria. A Ford afirma ter modificado ainda a suspensão, com novos amortecedores e barra estabilizadora.

O desembarque no Brasil ainda não tem data para acontecer, ainda que a Ford garanta sua vinda. Seu principal rival, como nos Estados Unidos, será o Chevrolet Camaro.

ford-mustang-gt-2018-06

Anúncios

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s