Pagani Huayra ganha carroceria conversível


pagani-huayra-roadster-2017-01

Um dos mais desejados superesportivos da atualidade, o Pagani Huayra tem como um de seus destaques a abertura das portas em estilo “asa de gaivota”. No entanto, em sua nova opção de carroceria, ele abandona a marcante característica em favor do teto retrátil. Chamada Roadster, a derivação conversível do modelo ítalo-argentino faz sua estreia no Salão de Genebra.

pagani-huayra-roadster-2017-02

Apesar da derivação do cupê, a Pagani afirma que o Roadster tem “sua própria alma”. O projeto teria nascido em 2010, com a ideia de fazer uma “simples” variação conversível do Huayra (leia aqui). Em 2013, a empresa decidira, então, recomeçar sua concepção, criando algo próprio, principalmente pela necessidade de abandonar as portas asa de gaivota – a montadora de Horacio Pagani não nega ter se inspirado no Mercedes-Benz 300SL para criar os acessos de seu hipercarro. A inspiração viria no antecessor, o Zonda Roadster, com a versão Cinque. Entre os diferenciais estéticos, ela destaca as caixas de roda alargadas e a cobertura posterior exclusiva, que auxilia na refrigeração do motor.

pagani-huayra-roadster-2017-03

Falando nele, o Huayra mantém a “tradição” da Pagani ao adotar o motor biturbo M158 fornecido pela Mercedes-AMG. O 6.0 V12 (5.980 cm³), um clássico da companhia alemã, entrega 764 cv (6.200 rpm) e mais de 102 kgfm (2.400 rpm). A caixa é automatizada de sete marchas, fornecida pela Xtrac, similar à do Huayra BC (leia aqui), com peso 40% menos que a transmissão de dupla embreagem da versão “padrão”. O Roadster pega 1.280 kg, cerca de 80 kg menos que o cupê (!), graças ao exaustivo uso de fibra de carbono, aço de alta resistência e titânio Mesmo mais leve, o conversível tem rigidez 52% superior à do irmão, segundo a marca.

pagani-huayra-roadster-2017-04Acompanhando toda esta engenharia, o Huayra Roadster mantém outras características que tanto orgulham a Pagani. A suspensão é própria, em alumínio, sendo 25% mais leve que a do Coupé, e os freios Brembo são feitos em carbono-cerâmica, com discos de 380 milímetros nas quatro rodas. Eles ficam escondidos atrás das rodas de 20 e 21 polegadas, na dianteira e na traseira respectivamente, e dos pneus Pirelli PZero Corsa, que levam a sigla HP em sua borda. Pelo desenvolvimento em conjunto, a inscrição indica a parceria de Horacio Pagani no desenvolvimento dos compostos.

pagani-huayra-roadster-2017-05

Anúncios

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s