F1: Dono da Force India, Vijay Mallya, é preso em Londres


O ano de 2017 não poderia ter começado melhor para a Force India: a escuderia asiática pontuou com seus dois pilotos nas três etapas iniciais da competição, colocando-a novamente como quarta força da categoria. No entanto, nem tudo são flores para o proprietário do time, Vijay Mallya. Ele foi preso em Londres ontem (18), acusado pelo governo de seu país natal de dever 900 milhões de libras (cerca de R$ 3,5 bilhões) aos cofres públicos.

O futuro de Mallya é nebuloso. O magnata deve ser extraditado pelo governo inglês para a Índia, a fim de ser julgado pelas leis e autoridades daquela nação. A principal acusação contra ele é de fraude. Sua companhia aérea, Kingfisher, faliu em 2013, deixando dívidas milionárias no país. Cada vez menos presente nas provas da F1 – em 2016, ele só foi visto no GP da Inglaterra -, Vijay se defende dizendo ser vítima de perseguição. “Eu humildemente obedeci cada ordem do tribunal, sem exceção, mas o governo parece empenhado em me culpar em um julgamento justo”, afirmou.

A prisão de Mallya, aparentemente, não altera as operações da Force India.

Anúncios

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s