Honda Civic Type R registra melhor volta de tração dianteira em Nürburgring


Não há qualquer “órgão oficial” para confirmar, mas aferir e comprovar que se tem a volta mais rápida em Nürburgring Nordschleife é motivo para alarde entre fãs, entusiastas e montadoras. A mais recente empresa a reivindicar o título é a Honda – aliás, pela segunda vez. Com o novo Civic Typer R, a japonesa afirma ter realizado a melhor volta no traçado de 20 km do autódromo alemão entre os carros com tração dianteira, concluindo-a em sete minutos, 43 segundos e oito décimos. Ele supera em quase mais de três segundos o antigo detentor do feito, o Volkswagen Golf GTI Clubsport S, e em quatro segundos seu antecessor, Type R, “campeão” antes do rival alemão. Aliás, você pode ver como isso aconteceu logo abaixo.

Para conseguir retomar o título, a Honda fez várias mudanças no Type R. A começar pelo motor. Trata-se do 2.0 turbo K20 que movia seu antecessor, mas com nova programação da central eletrônica (ECU) e fluxo do cabeçote revisado, o que permitiu avançar a potência de 310 para 320 cv a 6.500 rpm. O torque permanece em 40,8 kgfm (2.500-4.500 rpm). A força é comandada por uma transmissão manual de seis marchas, com relações reescalonadas e sincronizador nas reduções.

A energia, porém, não é tudo. A Honda destaca também o retrabalho da suspensão, que conta com sistema multilink desde a concepção – o antigo Type R era o único da família a recebê-la, adaptada de outros carros da marca. A empresa ainda deixou carroceria e bitolas mais largos, baixou o centro de gravidade em 34 milímetros, alongou o entre-eixos e aplicou pneus com maior área de contato. De quebra, melhorou aerodinâmica com geradores de vórtice, ampliando a velocidade em até 10 km/h nas curvas. Isso tudo com carroceria 39% mais rígida e o mesmo peso de 1.382 kg do antigo Type R.

Como não há um órgão oficial para medir o tempo em Nürburgring, há sempre uma polêmica envolvendo os registros, especialmente em relação a itens diferentes dos utilizados nos veículos de rua. No caso do Civic, a Honda afirma que a gaiola utilizada no autódromo servia apenas para segurança, sendo sustentada por buchas de borracha, e não alterava a rigidez do veículo com soldas. Seu peso compensaria também a remoção do banco traseiro e da central multimídia.

De todo modo, temos um novo recordista em Nürburgring Nordschleife. Ao menos até que alguma antiga detentora do título, como Volkswagen ou mesmo Renault, apareçam com novidades.

Anúncios

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s