Até o fim de 2017, todo carro vendido no Brasil terá de passar por etiquetagem ambiental


Montadoras e veículos que não aderiram até o momento ao Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV) terão até o final de 2017 para participar da iniciativa. Lançado há nove anos para classificar o grau de eficiência energética dos automóveis e comerciais leves negociados no País, ele será essencial para que as marcas se insiram no Rota 2030, o próximo ciclo de política automotiva tupiniquim. Avaliar os veículos no PBEV é exigência básica do plano para conceder benefícios e incentivos, algo que o atual sistema, Inovar-Auto, também previa (leia aqui).

Com a adesão total das marcas que operam no Brasil, o consumidor nacional terá mais de 1000 modelos e versões catalogados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro). Assim, pode-se ter uma informação independente e confiável relativa ao impacto ambiental das emissões de cada veículo. Eles são catalogados em duas escalas, sempre com notas de A a E (do mais para o menos eficiente): uma qualificação geral e outra relacionada à categoria. Estas subdivisões, aliás, foram essenciais para que todas as companhias pudessem ser alcançadas.

Quer saber qual o nível de eficiência do seu veículo ou daquele automóvel que você está pensando em adquirir? Clique aqui.

Anúncios

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s