Skoda revela SUV Karoq; irmão do VW Tiguan chega às ruas no segundo semestre


A tcheca Skoda está ampliando sua área de atuação com mais um SUV. Segundo do tipo na gama, o Karoq chega para fazer com que a marca alcance um novo público e atue mais competitivamente no segmento mais badalado do mercado. Irmão de VW Tiguan e Seat Ateca, ele começa a ser vendido no segundo semestre na Europa.

Esteticamente, o Karoq segue a linguagem visual recente da Skoda. A dianteira apresenta faróis horizontais com auxiliares próximos, a grade típica com corte na parte superior e capô vincado, enquanto a traseira destaca as lanternas recortadas. O interior ainda é segredo, mas deve ser parecido com o do irmão maior Kodiaq (leia aqui). Em termos de espaço, a promessa é de generosidade com seus 2,63 metros de entre-eixos, 4,38 m de comprimento, 1,84 m de largura e 1,61 m de altura. O porta-malas comporta de 521 a 1.810 litros.

A lista de equipamentos oferecidos é vasta – como manda, aliás, a cartilha europeia. As rodas podem ter entre 16 e 19 polegadas e o quadro de instrumentos recebe a tela de 12,3 polegadas (opcional) com quatro diferentes perfis, algo inédito em um Skoda. Não lhe faltam, entre itens de série e opcionais, carregador sem fio para celular, aquecimento do volante, abertura do porta-malas por gesto e os variados auxílios de condução, como os alertas de objetos em pontos cegos e de mudança de faixa.

A gama de motores terá, inicialmente, cinco opções, todas elas com câmbio manual de seis marchas ou automatizado de dupla embreagem (DSG) e sete velocidades. A gasolina, há o 1.0 TSI de 115 cv e 20,4 kgfm, similar ao usado no Brasil em Up e Golf, capaz de acelerar o SUV de zero a 100 km/h em 10,6 segundos, com máxima de 187 km/h. O outro é o 1.5 TSI de 150 cv e 25,5 kgfm, que troca os números por 8,4 s e 204 km/h. Ele conta também com o desligamento momentâneo dos cilindros centrais em momentos de menor necessidade, a fim de reduzir o consumo.

A linha a diesel dispõe das três variações restantes. O 1.6 TDI dispõe de 115 cv e 25,5 kgfm, acelerando o SUV em 10,7 s e levando-o até 188 km/h. O 2.0 TDI aparece em duas versões. Com 150 cv e 34,7 kgfm, ele melhora as cifras para 8,9 s e 207 km/h. Já com 190 cv e 40,8 kgfm, o tempo cai para 7,8 segundos, enquanto a velocidade sobe para 211 km/h. Este último é vendido somente com tração 4×4 e câmbio DSG7.

Anúncios

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s