Com sete versões e três motores, Fiat Argo chega por R$ 46.800


Fiat Argo Opening Edition Mopar

Após muitas informações divulgadas a conta-gotas – prática comum atualmente -, a Fiat enfim oficializou a chegada do Argo. Desenvolvido e pensado para o Brasil, como peça-chave na retomada de crescimento da marca (leia análise do ALL THE CARS aqui), o sucessor do Punto chega com visual moderno, mix de versões variado, três opções de motorização e bom nível de equipamentos, entre itens de série e opcionais. Os preços começam em R$ 46.800.

Fiat Argo HGT 1.8

DESIGN E INTERIOR

Pelos vários flagras, as linhas do Argo não são de todo surpresa. No entanto, o estilo do hatch é bastante inovador dentro da gama Fiat. Os faróis recortados lembram um pouco os do Mobi em menor escala, casando bem com a grade vazada. O para-choque traz tomada de ar com espaços para as luzes de neblina – e um friso vermelho na versão HGT -, deixando as peças da extremidade somente com função estética.

Fiat Argo Drive 1.0

As laterais demonstram equilíbrio. Em parte, algumas soluções lembram rivais como Chevrolet Onix, Ford Ka e Volkswagen Gol, especialmente no desenho de vidros e portas e nos vincos ressaltados. As caixas de roda alargadas reforçam o apelo esportivo, especialmente no modelo HGT, com apliques plásticos semelhantes aos que víamos em Punto T-Jet ou Palio Sporting.

Fiat Argo Drive 1.3 A traseira é inovadora para a Fiat no Brasil. Inspirada no Tipo europeu (leia aqui), ela traz lanternas horizontais que ocupam parte da tampa do porta-malas, uma solução que a marca só utilizou em sedãs e peruas por aqui. Elas combinam bem com os vincos da cobertura do bagageiro, os olhos-de-gato em “L” deitado e o aerofólio embutido no topo do vidro. Olhando rapidamente, ele remete ao Hyundai HB20.

Fiat Argo HGT 1.8

O habitáculo do Argo traz mais inovação à Fiat. Com arquitetura eletrônica similar à da Toro, ele oferece – como opcional para algumas versões – itens como quadro de instrumentos com tela de sete polegadas customizável e central multimídia com visor de 7″. Chama atenção, porém, o design, com linhas bem inspiradas. Os destaques ficam para os três difusores de ar centrais circulares e o volante com base achatada de série. Por outro lado, o trinco da porta parece frágil demais, com apenas um friso plástico.

Fiat Argo Opening Edition Mopar

MECÂNICA E MEDIDAS

A plataforma do Argo é mistério. A Fiat afirma ser uma nova arquitetura, mas não detalha se há parentesco com algum outro produto já existente ou se haverá compartilhamento futuro. A marca, porém, revela as medidas.  Elas ficam a meio caminho do antecessor, Punto, e dos principais rivais. Na versão Drive 1.0, o novo hatch mede 3,998 metros de comprimento, 1,724 m de largura, 1,503 m de altura e 2,52 m de entre-eixos, com porta-malas para 300 litros, tanque de combustível de 48 l e peso em ordem de marcha de 1.105 kg. Na HGT 1.8, alteram-se os números respectivamente para 4,0 m, 1,75 m, 1,507 m, 2,52 m, 300 l, 48 l e 1.279 kg.

Fiat Argo Opening Edition Mopar

Para efeito de comparação, o Onix tem 3,93 m de para-choque a para-choque, 1,705 m entre as laterais, 1,484 m do solo ao teto, 2,53 m de entre-eixos, 280 litros no bagageiro, 54 l no tanque e peso de 1.067 kg na versão LTZ 1.4. Outro alvo do Argo, o HB20 tem respectivos 3,92 m, 1,68 m, 1,47 m, 2,50 m, 300 l, 50 l e 1.040 kg no modelo Comfort Style 1.6. Já o antecessor, Punto, media 4,065 m de comprimento, 1,687 m de largura, 1,499 m de altura, 2,51 m de entre-eixos, 280 litros no porta-malas, 60 l no tanque e peso de 1.141 kg no acabamento 1.4 Attractive.

Motor Firefly 1.0 6v

MOTORES E TRANSMISSÕES

A gama de propulsores do Argo é composta por três opções, todas elas já conhecidas do mercado. A de acesso é a 1.0 de três cilindros e seis válvulas da família Firefly. Já usado em Uno e Mobi, ele entrega 72 cv com gasolina (6.000 rpm) e 77 cv com etanol (6.250 rpm) e torque de 10,4/10,9 kgfm (G/E, a 3.250 rpm). Sempre com câmbio manual de cinco marchas, esse motor leva o hatch de zero a 100 km/h em 14,4/13,4 segundos, com máxima de 157/162 km/h (G/E). O consumo médio fica em 14,2/9,9 km/l na cidade e 15,1/10,7 km/l na estrada, segundo a ficha da Fiat.

Motor Firefly 1.3 8v

Acima aparece o também conhecido 1.3 8v Firefly. Com quatro cilindros, ele rende 101 cv com gasolina (6.000 rpm) e 109 cv com etanol (6.250 rpm) e torque de 13,7/14,2 kgfm (3.500 rpm). Com transmissão manual de cinco relações, ele acelera de zero a 100 km/h em 11,8/10,8 s e chega a 180/184 km/h. O consumo urbano fica em 12,9/9,2 km/l e o rodoviário em 14,3/10,2 km/l. Com a caixa automatizada GSR, de cinco velocidades, o desempenho é o mesmo, mas o gasto de combustível piora ligeiramente: 12,7/8,9 km/l em cidade e 14,4/10 km/l em estrada.

Motor E.torQ 1.8 16v

A opção mais forte é o 1.8 16v E.torQ, que tem como novidade o coletor de admissão variável (VIS). Por essas e outras melhorias, ele entrega 135/139 cv (5.750 rpm) e 18,8/19,3 kgfm (3.750 rpm). Com câmbio manual de cinco velocidades, ele acelera o Argo de zero a 100 km/h em 9,6/9,2 segundos e o faz alcançar 190/192 km/h (G/E). O consumo é de 11,5/8 km/l na cidade e 13,8/9,6 km/l na estrada na versão Precision, alterando-se para 11,4/7,8 km/l e 13,3/9,2 km/l na HGT. Ao adotar a transmissão automática de seis relações, a aceleração cai para 11,1/10,4 s e a máxima passa para 189/191 km/h. Já o consumo passa a 10,1/7,1 km/l e 13,2/9,5 km/l na Precision e 9,9/7 km/l e 12,8/9,1 km/l na HGT.

Argo Drive 1.0

VERSÕES E EQUIPAMENTOS

Ao todo, o Argo terá sete opções de compra – além da edição de lançamento Opening Edition Mopar, que falaremos mais adiante. A de acesso é a Drive 1.0, única a utilizar o motor de três cilindros, sempre com câmbio manual. Tabelada em R$ 46.800, ela já oferece direção elétrica variável, ar condicionado, desligamento automático do propulsor (Start&Stop), vidros dianteiros e travas elétricos, banco do motorista com regulagem de altura, cintos de segurança de três pontos nos cinco assentos e ancoragem Isofix para cadeiras infantis. As rodas têm 14 polegadas (175/65) com calotas plásticas cobrindo a estrutura de aço.

Argo Drive 1.3

Acima aparece a Drive 1.3, por R$ 53.900. Além do propulsor mais forte e dos itens da 1.0, ela agrega central multimídia com tela de sete polegadas e espelhamento de celular (Apple CarPlay e Android Auto), sensor de pressão dos pneus, volante multifuncional e porta USB adicional traseira.

Aro Drive 1.3 GSR

Ao se escolher a transmissão automatizada GSR, por R$ 58.900, a versão Drive 1.3 traz outros equipamentos. Agregam-se a ela componentes como controles de tração (TC) e estabilidade (ESC) e auxílio de partida em rampa (HH). Ele também recebe aletas para trocas de marcha no volante, vidros traseiros e retrovisores elétricos com repetidores integrados, controlador de velocidade, apoio de braço e sistema de iluminação ambiente.

Argo Drive 1.3 GSR

Primeira opção com motor 1.8, a versão Precision (R$ 61.800) traz os itens da Drive 1.3 GSR, obviamente trocando propulsor e câmbio. Mas agrega faróis de neblina, alarme, luzes diurnas em LED, banco traseiro bipartido na proporção 60/40 e rodas de liga leve de 15 polegadas. A caixa automática de seis relações, por R$ 67.800, adiciona também apoio de braço para o condutor, volante revestido em couro com paddle shift, controlador de velocidade e iluminação ambiente.

Argo Drive 1.3 GSR

Como versão top, a HGT 1.8 (R$ 64.600) é a que também tem apelo mais esportivo. Por fora, tem rodas de 16 polegadas exclusivas, molduras pretas nas caixas de roda, saias nos para-choques, ponteira de escape cromada trapezoidal e friso vermelho na tomada de ar dianteira. Por dentro, ganha o quadro de instrumentos customizável com tela de sete polegadas. Já na mecânica, adota suspensão mais firme e controle de estabilidade mais permissivo. O câmbio automático (R$ 70.600) adiciona os mesmos itens do Precision AT6: paddle shifts, apoio de braço e controle de velocidade.

Argo HGT 1.8

Já a série especial Opening Edition Mopar, criada com base na HGT AT6, servirá apenas para promover o lançamento do Argo. Limitada a 1.000 exemplares, ela será vendida somente na cor azul Portofino, com aerofólio, teto e retrovisores pretos. Os acessórios da Mopar, como seu nome diz, são o diferencial: tapetes em borracha e carpete, alto-falantes de 60 watts, protetor de soleira, rodas escurecidas e o escudo da divisão nas colunas C. As unidades da edição terão as três primeiras revisões gratuitas. Seus preços não foram confirmados.

Argo Opening Edition Mopar

MERCADO

Pelo conjunto da obra, é fácil observar que a Fiat quer mesmo colocar o Argo na briga pelo topo de vendas. Não por acaso, nos bastidores rola a informação de que a empresa almeja destronar o Chevrolet Onix. Curiosamente, ela aposta nas versões de acesso para cumprir o objetivo, em detrimento das mais caras, o que pode causar forte canibalização com Mobi e Uno – e Palio. O mix esperado é de 35% para a Drive 1.0, 30% para a Drive 1.3 MT5, 10% para Drive 1.3 GSR e Precision AT6 e 5% cada para Precision MT5, HGT MT5 e HGT AT6.

Argo Drive 1.3 GSR

FIAT ARGO 2018
1.0 Drive – R$ 46.800
1.3 Drive – R$ 53.900
1.3 GSR – R$ 58.900
1.8 Precision – R$ 61.800
1.8 Precision AT6 – R$ 67.800
1.8 HGT – R$ 64.600
1.8 HGT AT6 – R$ 70.600
1.8 Opening Edition Mopar – Indisponível

Argo HGT

Anúncios

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s