Elon Musk deixa conselho presidencial após EUA abandonarem Acordo de Paris


Fundador e CEO da Tesla, Elon Musk cumpriu sua ameaça. O empreendedor, que também criou o PayPal, anunciou sua saída do conselho presidencial dos Estados Unidos. A decisão foi tomada após a confirmação de que o País deixará o Acordo de Paris, um tratado de controle e redução de emissões de poluentes, conforme havia prometido Donald Trump.

Ao confirmar a saída, Musk declarou que as mudanças climáticas em decorrência da emissão de dióxido de carbono (CO2) são “um problema real”. Deixar o Acordo de Paris será “um prejuízo para o país e o mundo”, na visão do executivo. Ele defende a redução do uso de combustíveis fósseis, favorecendo a captação de energia solar. Não por acaso, Elon também é investidor da SolarCity, companhia dedicada a projetos para obtenção de eletricidade com o calor do astro-rei.

Agora ao lado de Síria e Nicarágua, os Estados Unidos saem do Acordo de Paris porque, na visão de Trump, seus termos prejudicam a economia local. O presidente, porém, afirma ser possível um retorno da nação ao tratado, haja vista que o processo de retirada leva cerca de quatro anos. Trump afirmou que a saída dos EUA acontece porque nações como a China seguem construindo termoelétricas alimentadas com carvão, também altamente poluentes, e que o Acordo não prevê qualquer limitação nesse sentido.

Anúncios

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s