F1: Mercedes “devolve” dobradinha com vitória de Hamilton no Canadá


Depois de ver a dobradinha da Ferrari no GP de Mônaco, a Mercedes precisava de um resultado positivo no Canadá para se recolocar na dianteira. E ele veio com uma vitória de Lewis Hamilton e o segundo lugar de Valtteri Bottas, acompanhada de desempenhos parcos de Sebastian Vettel e Kimi Raikkonen. O resultado recolocou as flechas de prata no topo de Construtores e aproximou o inglês do alemão na dianteira de Pilotos. Único brasileiro no grid, Felipe Massa abandonou ainda na primeira volta. Por outro lado, a etapa marcou a conquista dos primeiros pontos de seu companheiro de Williams, Lance Stroll, terceiro canadense a pontuar em casa.

A CORRIDA

Largando na frente, Hamilton não teve sustos e evitou a série de confusões que acontecia dali pra trás. Vettel não saiu tão bem, tendo caído para quarto. Após ser tocado por Verstappen, teve parte do bico danificada, precisando ir aos boxes. Ele voltaria em 18º, com uma heroica corrida de recuperação para chegar em quarto. O holandês da Red Bull seguiria em segundo, mas somente até a 11ª volta: o carro do touro vermelho pararia com problemas mecânicos, deixando Max outra vez fora da disputa.

Outra confusão da largada foi causada por Carlos Sainz Jr. Ele não viu Romain Grosjean e acabou tocando seu Toro Rosso no monoposto da Haas. O bólido americano acabaria batendo em Felipe Massa, tirando o brasileiro da prova ainda nos primeiros metros. O espanhol também abandonou a corrida na confusão, mas o francês seguiu em frente para chegar em décimo. Ele, aliás, herdou a posição de Fernando Alonso. O bicampeão era o último da zona de pontuação e anotaria o primeiro tento da McLaren na temporada. Não fosse o motor Honda, que novamente o tirou da corrida, faltando poucos quilômetros para o fim.

Fora do pódio pela primeira vez em 2017, Vettel viu Daniel Ricciardo ocupar o terceiro posto. O australiano ficou a menos de um segundo de vantagem do alemão, somando os 15 pontos da Red Bull na prova. A Force India deu sinais de recuperação: sem pontuar em Mônaco, cravou o quinto e o sexto lugares.

A próxima etapa da Fórmula 1 acontece no dia 23 de junho, com os treinos livres do GP da Europa, disputado no Azerbaijão. A corrida nas ruas da capital Baku se realiza no dia 25, a partir das 9h.

GP DO CANADÁ (70 voltas)
1. Lewis Hamilton (ING) – Mercedes  – em 1h44min44s340
2. Valtteri Bottas (FIN) – Mercedes – a 19s783
3. Daniel Ricciardo (AUS) – Red Bull-TAG Heuer – a 35s297
4. Sebastian Vettel (ALE) – Ferrari – a 35s907
5. Sergio Perez (MEX) – Force India-Mercedes – a 40s476
6. Esteban Ocon (FRA) – Force India-Mercedes – a 40s716
7. Kimi Raikkonen (FIN) – Ferrari – a 58s632
8. Nico Hulkenberg (ALE) – Renault – a 1min00s374
9. Lance Stroll (CAN)  – Williams-Mercedes – a 1 volta
10. Romain Grosjean (FRA) – Haas-Ferrari – a 1 volta
11. Jolyon Palmer (ING) – Renault – a 1 volta
12. Kevin Magnussen (DIN) – Haas-Ferrari – a 1 volta
13. Marcus Ericsson (SUE) – Sauber-Ferrari – a 1 volta
14. Stoffel Vandoorne (BEL) – McLaren-Honda – a 1 volta
15. Pascal Wehrlein (ALE) – Sauber-Ferrari – a 2 voltas

NÃO COMPLETARAM
Fernando Alonso (ESP) – McLaren-Honda
Daniil Kvyat (RUS) – Toro Rosso-Renault
Max Verstappen (HOL) – Red Bull-TAG Heuer
Felipe Massa (BRA) – Williams-Mercedes
Carlos Sainz Jr (ESP) – Toro Rosso-Renault

Penalidades: Sainz Jr. +3 posições próximo grid (causar acidente)

VOLTA MAIS RÁPIDA
Lewis Hamilton (ING) – Mercedes – 1min14s551 (volta 64)

Anúncios

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s