Grupo Volkswagen desistirá de motores a diesel nos Estados Unidos


Foi nos Estados Unidos que o caso Dieselgate (leia aqui) veio à tona e foram as autoridades de lá que impuseram as maiores multas para o Grupo Volkswagen devido à adoção de um dispositivo para mascarar as emissões dos propulsores a diesel homologados em vários cantos do planeta. Não por acaso, o conglomerado alemão desistiu de oferecê-los no Tio Sam. A confirmação foi feita pelo chefe de desenvolvimento da Audi, Peter Mertens, à revista americana Car&Driver.

Historicamente, os EUA não aceitam bem que automóveis utilizem motores a diesel. Aliás, mesmo picapes e SUVs enormes vendidos por lá têm propulsores a gasolina. A revelação do Dieselgate serviu, então, para sacramentar de vez a vida deles por lá, após um leve crescimento na demanda durante os anos de crise. À publicação americana, porém, Mertens deu a entender que a retirada destes motores se devia tão somente à cultura local. “O consumidor americano, por suas crenças e maneira de dirigir, não está adaptado ao diesel”, pontuou.

A frase foi dita após um questionamento da revista sobre o possível lançamento de futuros motores a diesel, mais limpos, nos EUA. É sabido que o conglomerado trabalha em uma família nova deste tipo de propulsor, ainda a fim de mantê-los em oferta na Europa. “Com tecnologia, o diesel é limpo, mas o problema está na imagem. As pessoas acham que o diesel é mau, que prejudica o meio ambiente. É difícil lutar contra isso”, explicou Mertens.

[ Fonte: Car&Driver ]

Anúncios

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s