Takata confirma concordata e venda para subsidiária de gigante asiática


Os rumores se confirmaram (leia aqui): a japonesa Takata abriu um pedido formal de concordata. A fim de evitar a quebra, a fabricante de autopeças solicitou a proteção legal para poder reorganizar suas atividades e quitar dívidas, causadas pelo famoso escândalo dos airbags “mortíferos” (leia aqui). Ela também anunciou a venda de seus ativos à americana Key Safety Systems (KSS), subsidiária da gigante chinesa Ningbo Joyson.

O pedido de concordata foi formalizado pela Takata com base nas sanções aplicadas à empresa. Por ter fornecido airbags com risco de lançamento de fragmentos metálicos para o habitáculo, os quais teriam causado ao menos 16 mortes e mais de 150 lesões, ela contabiliza mais de € 8 bilhões (R$ 29,7 bilhões) em multas, superando seu valor de mercado. A empresa também soma o montante necessário para reparar os mais de 100 milhões de veículos equipados com suas bolsas infláveis.

A queda da Takata era anunciada. Seu valor na bolsa de valores de Tóquio despencou na semana passada, devido à iminente concordata. Com a abertura do processo, ela manterá as fábricas em operação, a fim de poder cobrir as dívidas. A KSS também entrará com recursos para não apenas adquirir os ativos, como também ajudar a quitar as sanções.

Anúncios

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s