Dieselgate: Ibama abre investigação e pode aplicar nova multa à Volkswagen


Após impor uma multa de R$ 50 milhões (limite máximo legal brasileiro) à Volkswagen pelo uso de dispositivos fraudulentos na homologação do motor a diesel da Amarok (leia aqui), o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) deve ir mais a fundo no caso. O órgão abriu um segundo processo ligado ao caso, desta vez relativo aos danos ambientais que a “manobra” causou. A investigação pode render novas penalidades à marca.

De acordo com a entidade, a pesquisa pretende averiguar o quando foi poluído a mais que o permitido por todas as 17.057 unidades da Amarok envolvidas no Dieselgate brasileiro. Os primeiros resultados apontam para um total de 2.737 toneladas de poluentes emitidos entre 2011 e 2016, dos quais 646 toneladas de óxido de nitrogênio (NOx), gás que se combate com mais incisão de alguns anos para cá. Ele é mais nocivo à saúde em curto prazo, tendo milhões de mortes e casos de doenças respiratórias atribuídos anualmente.

A primeira multa do Ibama, de R$ 50 milhões, ainda está sendo analisada. A Volkswagen entrou com recurso contestando a metodologia dos testes, por terem sido avaliados veículos usados, com mais de 80 mil quilômetros de rodagem. O órgão não respondeu oficialmente ao apelo.

Anúncios

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s