Jaguar E-Pace coloca marca inglesa para brigar entre os SUVs compactos


Colhendo os frutos do sucesso do F-Pace, a Jaguar apresentou sua nova aposta para o mercado de utilitários-esportivos. Chamado E-Pace, o modelo brigará pela marca inglesa em um segmento bastante badalado, enfrentando rivais consagrados como Audi Q3, BMW X1, Land Rover Evoque e Mercedes-Benz GLC. Produzido na Áustria, ele chega ao Brasil em 2018.

Visualmente, o E-Pace mescla soluções do maior F-Pace e do cupê F-Type. A dianteira exibe a grade generosa e o capô vincado dos irmãos, mas com faróis em formato de gota, lembrando o esportivo. As tomadas de ar também lembram o SUV mais caro. Nas laterais, o novo modelo mostra seu perfil jovial, com linha de cintura ascendente, vigias triangulares nas colunas C e caixas de roda ressaltadas, criando ombros na carroceria. As lanternas são horizontais, como no sedã XE, sem o recorte semi-elíptico do F-Pace.

No habitáculo, o crossover tem painel e volante emprestados pelo F-Type, mas com diferenças. As principais são os difusores de ar centrais existentes no SUV, a alavanca de câmbio mais comprida, os botões do console tradicionais – os do cupê lembram aeronaves – e o quadro de instrumentos com tela customizável, este último vindo do F-Pace. Com seus 4,395 metros de comprimento e 2,681 m de entre-eixos, ele dispõe de 577 litros no porta-malas.

Com suspensão independente Inregral Link, opção de tração nas quatro rodas e plataforma composta predominantemente por metais leves, o E-Pace oferece dois motores 2.0 da família Ingenium, totalizando cinco opções. A diesel, são oferecidas variações de 150, 180 e 240 cv. A gasolina, há com 249 ou 300 cv. Esta última acelera o SUV de zero a 100 km/h em 6,4 segundos.

A Jaguar confirma que o E-Pace terá as versões S, SE e HSE, mas para o lançamento há a série especial First Edition. Ela é oferecida com os motores de 180 e 249, sempre com câmbio automático de nove marchas, e marca a chegada do SUV. O nível de itens é o mesmo da SE, com o pacote visual R-Dynamic (opcional nos demais) e carroceria com três opções de cor, sendo a vermelha Caldera exclusiva para a edição.

A produção do E-Pace ficará a cargo da Magna Steyr, com sua fábrica em Graz, na Áustria. Segundo a Jaguar, isso ocorre porque a planta da inglesa já está em sua capacidade máxima. Somente o modelo vendido na China não será feito lá: sua montagem ocorrerá no parque fabril da joint-venture Chery-JLR em Changshu.

Anúncios

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s