Metalúrgicos da Ford paralisam fábrica de São Bernardo do Campo (SP)


Fiesta é produzido na unidade da Ford no ABC Paulista

Os operários da Ford iniciaram uma greve na planta de São Bernardo do Campo (SP), nessa sexta-feira (11). Segundo o sindicato local, a paralisação acontece em protesto à demissão de 364 funcionários que estavam em layoff, com contratos de trabalho suspensos. Os metalúrgicos alegam que as dispensas ferem o acordo coletivo firmado com a montadora no final de 2015.

A paralisação aconteceu no setor de estamparia, o primeiro no processo de produção da linha de montagem. Segundo o sindicato, a greve foi idealizada para protestar contra as demissões, feitas ontem (10) por telegrama. Os representantes dos metalúrgicos alegam que o acordo com a Ford prevê estabilidade até janeiro de 2018. O coordenador do comitê sindical, José Quixabeira de Anchieta, afirma que a medida da marca é uma “falta de respeito à história dos trabalhadores”. O sindicato orientou os demitidos a não assinarem a rescisão e solicitou uma reunião com diretores da gigante do oval azul.

Segundo a Ford, porém, a medida foi necessária para adequar o volume de funcionários à demanda do mercado. A empresa alega ter adotado outras ferramentas anteriormente, como os programas de Proteção ao Emprego (PPE) e de Demissão Voluntária (PDV) e também o layoff. A montadora afirma ainda que a planta ficará fechada nas próximas segunda e terça-feiras.

Anúncios

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s