F1: Martini não renova com a Williams


A clássica pintura da bebida Martini não estará mais nos monopostos da Williams a partir de 2019. Proprietária da marca, a Bacardi anunciou que não renovará o acordo de patrocínio com a equipe inglesa. Assim, o time de Frank terá de buscar um novo aliado para a Fórmula 1 que aceite injetar bastante capital na escuderia.

A saída da Martini não surpreendeu apenas por seu imediatismo. O impacto maior se deve ao “peso” da empresa na Williams: além de emprestar suas cores ao carro e, claro, ao material da escuderia, ela também aparecia no nome oficial da equipe.

Diretora da escuderia, Claire Williams afirmou que a empresa decidiu revisar suas prioridades estratégicas, mas há quem diga que pesou o fato de o time contar com pilotos com idade menor que 25 anos, algo que inviabiliza algumas ações comerciais em determinados países. O recém-chegado Sergey Sirotkin tem 23, enquanto Lance Stroll tem apenas 19.

Vale ressaltar que a Martini possui longa trajetória no apoio do automobilismo. A estreia foi em 1966, nas provas de longa duração (“endurance”), com a Porsche. Na Fórmula 1, esteve presente desde os anos 1970 com Brabham e Lotus. Além disso, investiu na Lancia, que disputou o Mundial de Rali (WRC) e o então campeonato de endurance WSC, e também em Ford e Alfa Romeo, em etapas do WRC e do Alemão de Turismos (DTM).

Publicidade

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s