Ford admite problemas para manter fábricas no Mercosul, diz site


Apesar de reportar lucro líquido no terceiro trimestre (leia aqui), a Ford segue com operações deficitárias em algumas regiões, como em China, Índia e América do Sul. Não por caso, costura um acordo com a Mahindra na Ásia (leia aqui) e com a Volkswagen por aqui (leia aqui). A montadora do oval azul não nega: sofre para manter suas fábricas no Mercosul em atividade, devido ao alto índice de ociosidade. A informação é do site Automotive Business.

No Brasil, o “problema” está na fábrica de São Bernardo do Campo (SP). Com a baixa demanda, o Fiesta, único automóvel lá produzido, tem dedicados apenas cinco dias úteis de montagem a cada 20 dias. A reestilização não fez efeito e o sucesso do Ka acabou ofuscando o hatch. A planta monta também os caminhões das linhas Cargo e Série F.

Na Argentina, a situação também é de instabilidade. A terceira geração do Focus deixará de ser produzida em maio de 2019 (leia aqui), abrindo uma lacuna considerável no complexo. Somente a Ranger seguirá em montagem na planta de Pacheco, ao menos por enquanto. Há chance de outro veículo ser feito por lá, como o SUV Territory (leia aqui).

[ Fonte: Automotive Business ]

Anúncios

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s