Salão: Jeep confirma Wrangler, Cherokee retocado e séries de Renegade e Compass


Jeep Wrangler

O estande da Jeep no Salão do Automóvel de São Paulo, que abre as portas nessa quinta-feira (8), terá várias atrações para fãs e entusiastas da marca. A começar pela nova geração do aclamado Wrangler, lançada no final do ano passado (leia aqui). A empresa também exibirá o reestilizado Cherokee, que ainda tem avaliado seu retorno ao País, e séries especiais de Compass e Renegade.

Jeep Wrangler

Modelo símbolo da Jeep, o Wrangler ganhou nova geração há um ano e está de malas prontas para o Brasil. A marca garante seu desembarque ainda para o primeiro semestre de 2019, quando revelará seus preços. Ele virá com carrocerias de quatro portas (Unlimited) e também na variação Rubicon, com dois preparação para trilhas mais pesadas.

Jeep Wrangler

Independentemente do acabamento escolhido, o Wrangler oferece apenas uma motorização. A Jeep escalou um 2.0 turbo a gasolina, capaz de entregar 272 cv e 40,8 kgfm. Ele atua junto do câmbio automático de oito velocidades e da tração 4×4 com reduzida. O sistema híbrido leve, com rede de 48 volts, não está garantido.

Jeep Cherokee

Ao seu lado, o Wrangler terá o Cherokee reestilizado. O SUV perdeu os faróis separados, que lembram os Citroën C4 Picasso e a Fiat Toro, adotando um conjunto mais tradicional. Foram alterados também os para-choques e a parte traseira. O motor é o mesmo 2.0 turbo do Wrangler. Segundo a Jeep, sua vinda ao País ainda é incerta, pois ele está em “avaliação para voltar ao mercado brasileiro”.

Jeep Renegade Willys

Junto da reestilização (leia aqui), o Renegade aparece no estande da Jeep com uma série especial. Chamada Willys, ela presta homenagem à marca que criou os primeiros modelos hoje característicos da marca e que “vivem” no Wrangler. Ele tem as inscrições típicas dos modelos da época, além da pintura externa verde Recon, o acabamento escurecido em componentes como rodas e retrovisores e a estrela branca nas colunas C. A base é o acabamento mais caro Trailhawk.

Jeep Renegade Willys

Quem também recebeu edição limitada foi o Compass, que ganhou linha 2019 recentemente (leia aqui). No líder de SUVs no Brasil, a série se chama S e toma por base o acabamento Limited, com motor a diesel e tração 4×4. Além da estética, diferenciada pela pintura marrom Deep com detalhes externos escurecidos, ela tem como destaque a incorporação do pacote composto por controle de velocidade adaptativo (ACC), aviso de colisão iminente com frenagem automática (FCW+) e assistente de permanência de faixa (LS).

Jeep Compass S

Complementando o estande da Jeep, aparece o Grand Cherokee, que voltou a ser importado em pequenos lotes. Ele chega somente no acabamento Limited, com motores 3.6 V6 a gasolina e 3.0 V6 a diesel, tração 4×4 e câmbio automático de oito marchas.

Jeep Grand Cherokee

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s