Ford Puma volta como SUV à Europa; modelo atuará acima do EcoSport


Como adiantado pela própria Ford (leia aqui), o nome Puma está de volta à gama da marca. Utilizado no passado por um cupê derivado do Fiesta, o batismo ressurge para designar um SUV de apelo mais esportivo, posicionado acima do EcoSport (leia aqui) e abaixo do Kuga (leia aqui). Derivado da nova geração do Fiesta (leia aqui), indisponível no Brasil, o modelo estreia no fim do ano na Europa.

Visualmente, o Puma é uma grata surpresa à gama da Ford: ele rompe com tudo o que a marca tem no portfólio atualmente. Na dianteira, os faróis em ovalados lembram o antigo Ka e também o cupê homônimo vendido entre 1997 e 2002 na Europa. Junto dos para-lamas ressaltados, mais altos que o capô curvo, ele lembra ligeiramente os Porsche. O “bocão” na dianteira é familiar à montadora do oval azul, mas seu formato é inédito.

Nas laterais, o lado esportivo ganha força com o capô curto, as colunas A inclinadas e a área envidraçada reduzida, marcada pela linha de cintura ascendente à traseira. O corte das portas também contribui para evocar um perfil jovial. Atrás, as lanternas altas e horizontais combinam com os vincos horizontais marcantes. O interior não nega as origens e repete as linhas da última geração do Fiesta. Não há outras medidas divulgadas à exceção do porta-malas, capaz de comportar 456 litros de bagagem.

Por ora, estão confirmados apenas dois motores, ambos 1.0 a gasolina e com turbo, dispondo de 125 e 155 cv. Opcional para o primeiro e de série para o segundo, o sistema híbrido leve segue a mesma receita que vem se tornando comum na Europa. Há um propulsor elétrico adicional, com rede de 48 volts, que pode recuperar energia cinética de desacelerações e frenagens, apoiar o 1.0 em acelerações e velocidade de cruzeiro e cumprir funções extras, como a do alternador e do motor de arranque. O equipamento ajuda a reduzir o consumo em até 8%, segundo a marca.

Inicialmente, ambos os motores terão apenas câmbio manual. No entanto, uma opção de caixa automática será disponibilizada na variação de 125 cv, sem sistema híbrido. Um propulsor a diesel também está nos planos.

A produção do Puma ficará a cargo da fábrica da Ford em Craiova, na Romênia. Por ora, não há planos de oferecê-lo no Brasil.

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s