Audi atualiza RS6 Avant


Depois de renovar a A6 Avant (leia aqui), a Audi enfim apresentou a RS6 Avant de nova geração. A versão mais esperada da perua retorna ao mercado com praticamente a mesma potência da antecessora, mas maior refinamento mecânico, segundo sua montadora. A novidade reestreia na Europa no final do ano, pouco depois do Salão de Frankfurt, e segue como exclusividade da carroceria familiar da família A6.

Sob o capô, a RS6 Avant segue com o 4.0 V8 sob o capô. Como na variação Performance da geração passada (leia aqui), o motor entrega 600 cv, com um “bônus” de 10,2 kgfm de torque, chegado a 81,6 kgfm. A força é entregue às quatro rodas, mediante o sistema de tração Quattro e o câmbio automático de oito marchas. Segundo a Audi, a perua vai de zero a 100 km/h em 3,6 segundos, com velocidade máxima limitada em três níveis: 250, 280 ou 305 km/h. As duas maiores estão disponíveis com os respectivos pacotes opcionais Dynamic e Dynamic Plus.

Para apoiar o V8, há um sistema híbrido leve com alternador por correia (BAS) e rede de 48 volts. Ele armazena energia para manter o veículo em velocidades de cruzeiro, apagando o propulsor a gasolina entre 55 e 160 km/h, quando não houver demanda de aceleração. O equipamento ajuda a reduzir o consumo, como também o faz o desligamento de cilindros, que desativa as câmaras de número 2, 3, 5 e 8 ao fechar válvulas de admissão e escape.

Para melhorar a condução,  RS6 é equipada com amortecedores de rigidez variável com controle eletrônico, molas pneumáticas, suspensão com braços e subchassi em alumínio, rodas traseiras esterçantes e diferencial traseiro ativo. É possível modificar os parâmetros de atuação de vários componentes, o que inclui controle de estabilidade, assistência de direção, sensibilidade de freios e acelerador e o som do escape. São seis modos, selecionáveis no painel, com dois deles sendo escolhidos pelo volante.

Na carroceria, as mudanças mais notáveis ficam para o redesenho dos para-choques e também a utilização dos faróis do A7 (leia aqui), diferentes dos utilizados pela linha A6. Para abrigar as bitolas maiores e as rodas de 21 (275/35) ou 22 polegadas (285/30), a carroceria foi alargada em oito centímetros, chegando a 1,97 metro. Ali se escondem também os freios de cerâmica, mais eficientes e menos propensos a fadiga, além de serem 34 kg que discos de aço.

Anúncios

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s