Volkswagen oficializa elétrico ID.3 e promete “nova era” em sua história


A Volkswagen apresentou oficialmente o ID.3, seu primeiro modelo completamente elétrico desenvolvido do zero, anteriormente especulado para se chamar Neo. Estrela da marca no Salão de Frankfurt, ele surge para marcar uma “nova era” na história da montadora alemã, como ela própria define, colocando-o ao lado do Fusca e do Golf como os três grandes produtos que marcaram diferentes momentos da companhia. O modelo já pode ser reservado em alguns mercados europeus, mas só começa a ser produzido no fim do ano. As entregas se iniciam em 2020.

Visualmente, o ID.3 não surpreende quem vinha acompanhando as notícias sobre o projeto. Todavia, as linhas que remetem a conceitos chamam atenção por chegarem às linhas de produção. Os faróis com contornos em LED, as colunas finas das portas e as rodas com desenho aerodinâmico são alguns dos componentes que se igualam ao dos protótipos.

O interior aparenta utilizar materiais mais simples que os do Golf, por exemplo, e conta com linhas limpas. O volante é o mesmo do T-Cross europeu, mas estreia o logotipo minimalista da Volkswagen (leia aqui) e exibe a inscrição “1st”, que seria em alusão a uma série especial de lançamento, mas nada verdade é usada para identificar as versões. O ID.3 conta ainda com quadro de instrumentos virtual e uma tela extra para sistemas auxiliares.

Primeiro modelo a utilizar a arquitetura modular MEB, o ID.3 mede 4,26 metros de comprimento, 1,81 m de largura, 1,55 m de altura e 2,76 m de entre-eixos, tendo porte parecido com o do atual Golf. Ele tem espaço para cinco ocupantes e porta-malas de 385 litros. Seu coeficiente aerodinâmico é de 0,267, superior ao do BMW i3 (0,29), mas inferior ao do Model 3 (0,23).

O sistema de propulsão tem motor único, destinado a impulsionar as rodas traseiras. Ele entrega 204 cv e 31,6 kgfm, que leva o ID.3 à máxima de 160 km/h, velocidade limitada eletronicamente. A VW não divulgou números de aceleração. Porém, a marca confirma que o modelo será oferecido com três variações de capacidade da bateria: 45, 58 ou 77 kWh, que garantem autonomias respectivas de 330, 420 ou 550 km. O tempo de recarga varia de acordo com o tipo de tomada aceita, que pode variar de 7,2/11 kW a 50/125 kW.

O elétrico estreia em três níveis de acabamento. O básico 1st garante bancos e volante aquecidos, rodas de 18 polegadas e cabo de recarga. O intermediário 1st Plus acrescenta iluminação ambiente em LED, aros 19″, chave presencial com partida por botão, câmera de ré, controlador de velocidade ativo e assentos mais confortáveis. Já o top 1st Max adiciona rodas de 20″, aparelho de som Beats, teto panorâmico de cristal, faróis mais refinados e projetor de dados no para-brisa (HUD) com realidade aumentada.

Os preços ainda são mistério, mas espera-se que o ID.3 parta de menos de € 30 mil (R$ mil) na Alemanha. A garantia do modelo é deoito anos par as baterias.

Anúncios

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s