Mercedes-AMG C63 deve abandonar V8


Em tempos de busca incessante por redução de emissões e maior eficiência energética, modelos com caráter esportivo têm sofrido para manter as tradições. Isso deve acontecer também com a próxima geração do Mercedes-AMG C63, a versão mais nervosa do Classe C. Segundo a revista Autocar, o modelo vai abandonar de vez o motor V8 em favor de um propulsor com exatamente metade de seus cilindros: quatro.

A decisão ainda não foi oficializada pela AMG, mas a publicação inglesa afirma que a marca trabalha pesado para trocar o 4.0 V8 pelo mesmo 2.0 de quatro cilindros do A45. Todavia, para entregar mais que os 421 cv e 51 kgfm do irmão, ele terá a companhia de um motor elétrico para chegar perto dos 510 cv e 71,4 kgfm do C63 atual (há versões com 476 ou 510 cv). Uma variação mais branda sucederá o 3.0 V6 de 390 cv – provavelmente com os 421 cv citados.

Além de render praticamente o mesmo que o V8, o 2.0 híbrido teria como vantagens o menor consumo, com consequente redução nas emissões, e também o peso, com conjunto 25% mais leve. Sua configuração também permitirá que o C63 seja oferecido com tração integral.

[ Fonte: Autocar ]

Publicidade

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s