Brasil e Paraguai firmam acordo de livre comércio automotivo


Renovado Hyundai HB20S começou a ser exportado ao Paraguai

Negociado em dezembro, durante reunião do Mercosul, o acordo de livre comércio automotivo entre Brasil e Paraguai foi assinado oficialmente. De início, haverá apenas tributos para veículos e autopeças produzidos do lado tupiniquim da fronteira. Todavia, as alíquotas serão zeradas gradualmente até 2022.

De início, automóveis e componentes mecânicos exportados do Brasil terão de recolher entre zero e 2% de taxa aduaneira. Até 2022, todos estarão isentos. Na via contrária, itens paraguaios não pagarão tributos. O acordo serve para incentivar as negociações entre companhias dos diferentes países. Atualmente, a balança comercial é bastante favorável ao Brasil: foram US$ 415 milhões exportados pelo setor automotivo em 2019, contra US$ 235 milhões importados.

Ao concluir o acerto com o Paraguai, o Brasil completa os acordos com os demais integrantes do Mercosul. Em outubro (leia aqui), foi fechado um tratado com a Argentina que prevê o livre comércio até 2029, reduzindo ano a ano as alíquotas. Datado de 2015, o termo firmado com o Uruguai já garante a circulação sem tarifas aduaneiras, com exigência de conteúdo mínimo de componentes regionais (55% dos brasileiros, 50% dos uruguaios).

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s