Por coronavírus, fábricas de veículos no Brasil podem suspender atividades


[Imagem ilustrativa]

O surto do coronavírus Covid-19 pode afetar as operações do setor automotivo também no Brasil. Segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), há risco de até duas linhas de montagem locais paralisarem as atividades por falta de componentes oriundos da China ou outros países fortemente afetados pela doença. É comum que se mantenham estoques de peças feitas nessas regiões, mas há chance de suspensão para abril ou ainda em março.

De acordo com a Anfavea, o tempo médio entre o despacho e a chegada de componentes dessas localidades varia de oito a dez semanas. Por isso, há o risco de falta de peças para breve. Uma alternativa para as montadoras é adiantar lotes por transporte aéreo, agilizando a entrega, ou reorganizar o mix de produção dos modelos para utilizar o que existe em estoque. “Não é um risco generalizado, mas existe para uma ou outra montadora”, confirma o presidente da entidade, Luiz Carlos Moraes. Ainda assim, a reposição dos veículos pode ser feita rapidamente, se necessário, em um período posterior.

Atualmente, a China é o maior fornecedor estrangeiro de autopeças do Brasil e também possui grande relevância na cadeia fabril de outros países. Fábricas em Coreia do Sul, Japão e Sérvia registram escassez de componentes também devido ao surto. Todavia, o gigante asiático começa a dar sinais de controle da doença, o que pode reduzir o temor do setor.

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s