Mitsubishi pode deixar Europa


Mitsubishi Outlander PHEV

O plano global formado com as aliadas Renault e Nissan (leia aqui) pode causar a saída da Mitsubishi da Europa. Apesar de ser apontada como líder no desenvolvimento de híbridos plug-in (MHEV), a marca dos três diamantes ainda não sabe, ao certo, se fornecerá os sistemas para as parceiras ou terá veículos completos com o equipamento no Velho Continente. Foi o que indicou seu CEO, Takao Kato, em uma coletiva de imprensa, como reporta a agência Automotive News.

Depois da formalização do programa de reestruturação, Kato foi perguntado a respeito das operações europeias da Mitsubishi. “No momento, não está muito claro para nós [o caminho a ser tomado]. Precisamos de tempo para firmar nossa direção na Europa”, disse. A incerteza pode ser explicada em números. Nos dois últimos anos fiscais, a marca registrou prejuízo, tendo perdido US$ 130 milhões líquidos no período entre 1º de abril de 2019 e 31 de março desse ano.

Mitsubishi Express

Um dos maiores entraves para a Mitsubishi fica para a origem de seus produtos: todos os modelos vendidos na Europa hoje são feitos na Ásia. Por ter um volume vendas limitado – entre janeiro e abril, foram 30.085 emplacamentos -, não faz sentido investir em fábricas no Velho Continente. Atualmente, a Renault até monta o furgão Express para a parceira nipônica na França, mas o modelo é destinado a Austrália e Ásia (leia aqui).

Para a permanência da Mitsubishi na Europa, a opção mais óbvia é aproveitar da capacidade produtiva das aliadas para ocupar fábricas e ganhar competitividade. Mas há que se considerar a demanda retraída: o Outlander emplacou 12.680 unidades entre janeiro e abril, ante 11.667 do compacto Mirage, segundo colocado da companhia na região. Seriam eles pouco atraentes por serem feitos em outro continente ou, do contrário, estariam sendo importados por não serem competitivos?

Mitsubishi Mirage

O cenário será levado em consideração para que a empresa apresente seu plano de reestruturação de médio prazo. Segundo um porta-voz, isso acontecerá “em algumas semanas”. Levando-se em conta todo o panorama da marca e de suas aliadas, é lá que o futuro de algumas operações será decidido. “Quando vierem as especificações regionais, teremos de aguardar até a matriz anunciar seu próprio projeto e observar onde a Europa se encaixa dentro do novo organograma da aliança”, explicou.

Mitsubishi ASX europeu

[ Fonte: Automotive News ]

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s