Após prejuízo no trimestre, Mercedes deixará de produzir sedãs em México e EUA


A Daimler vai encerrar a produção de sedãs na América do Norte. Após reportar prejuízo de € 1,68 bilhão de euros (R$ 10,35 bilhões), ainda que abaixo do esperado, a empresa decidiu reorganizar as atividades fabris na região. Com isso, a montagem do Classe A Sedan no México (leia aqui) será terminada em breve, assim como a do Classe C nos Estados Unidos.

O prejuízo acentuado para o período foi atribuído pela Daimler à pandemia global do coronavírus. Com isso, a fábrica de Tuscaloosa, no estado americano do Alabama, deixará de montar o Classe C a fim de abrir espaço para SUVs, mais demandados pelos consumidores dos EUA. Já o Classe A Sedan sairá de cena na planta mexicana de Aguascalientes para que a Mercedes possa concentrar seus esforços no GLB, mais lucrativo.

Ainda que tenha aferido prejuízo acentuado, a Daimler viu suas ações se valorizarem em 4,2%. O motivo é a série de medidas adotadas pela empresa para reorganizar suas atividades. Recentemente, a companhia anunciou a intenção de vender a planta francesa de Hambach, responsável por montar os compactos da Smart (leia aqui), também para fazer caixa e cortar custos fixos e operacionais.

Publicidade

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s