Sindicato revela que Volkswagen produzirá “Polo Track” em Taubaté (SP)


O Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté e Região (Sindmetau) confirmou um acordo com a Volkswagen relativo a investimentos na fábrica da marca em Taubaté (SP). Junto do acerto, foram revelados também detalhes sobre novidades no complexo paulista. A maior delas é a chegada de um modelo inédito, identificado pelos sindicalistas como “Polo Track”. Seria esse o produto que o próprio Sindmetau adiantou no acordo firmado com a VW em fevereiro de 2019 (leia aqui).

Dessa vez, os metalúrgicos de Taubaté confirmam um “descongelamento de investimentos” na planta local, começando pela implantação dos processos para montagem da plataforma MQB em novembro. Isso significa uma importante modernização para a fábrica, que atualmente monta Up (arquitetura NSF/PQ12), Gol e Voyage (ambos usam a base PQ24). O Sindemetau afirma que o Polo será feito por lá, em complementação ao volume fabril saído de São Bernardo do Campo (SP), mas que um “Polo Track” também terá produção local. A unidade receberá ainda um segundo produto e será priorizada em uma possível nova geração para Gol ou Voyage.

Conceito Taigun pode inspirar novo SUV de entrada

No caso do Polo Track, há diferentes possibilidades: pode se tratar de uma mera variação aventureira do hatch ou um produto diferenciado, especulado desde que o próprio Sindmetau falou de um “VWA0SUV” para fabricação em Taubaté. Ele atuaria abaixo do T-Cross, mas, como se sabe, acabou surgindo o Nivus para ocupar essa faixa, com montagem a cargo da planta de São Bernardo. Especulado para se chamar T-Sport ou T-Track, o inédito modelo atuaria na base, como opção de acesso em relação ao recém-chegado crossover. O próprio presidente da Volkswagen daqui, Pablo Di Si, revelou o plano de ter um produto com tais características (leia aqui).

Firmado o acerto entre as partes, em breve teremos mais novidades a respeito do projeto e de investimentos na fábrica. Assim, o mistério sobre o tal Polo Track deve ser resolvido nos próximo meses.

Fábrica da VW em Taubaté

E O GOL?

Uma evidência do acordo, porém, é o futuro incerto da linha Gol. O fato de Taubaté ter a “prioridade” para negociar a montagem do compacto mostra que, ao menos oficialmente, o projeto ainda segue em fase embrionária, levando pelo menos dois anos para ganhar as ruas. Isso também significa que o hatch, já com 12 anos de estrada deste a chegada da geração atual, ficará cada vez mais como opção de acesso, com o passar do tempo.

Não é impossível, contudo, que o sindicato e a montadora tenham “combinado” ocultar o projeto do Gol, sendo o “Polo Track” seu sucessor. Em uma nova geração, o antigo campeão de vendas deverá usar justamente a plataforma do Polo, a MQB-A0. Além disso, tende a ter um caráter mais aventureiro, como o líder do segmento de acesso Renault Kwid, o que justificaria a identificação como “Track” ou “A0SUV”. Ainda assim, isso tudo não passa de hipótese.

Gol e Voyage

SOBREVIDA A UP E VOYAGE

A chegada da plataforma MQB já em novembro significa uma mudança radical nos processos fabris em Taubaté. Porém, não significa o fim imediato de Up e Voyage. O subcompacto deve seguir em produção até o final de 2021, pouco antes de o controle de estabilidade (ESP) passar a ser obrigatório – o que também deve vitimar o Fox, feito no Paraná. Já o sedã tende ficar como opção para frotistas, que vêm sustentando suas vendas. No futuro, é provável que uma variação de acesso do Virtus dê fim ao irmão do Gol.

[ Fonte: Sindmetau ]

Publicidade

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s