Mercedes-AMG GT Black Series registra volta mais rápida em Nürburgring


A Mercedes-AMG anunciou ter batido o recorde de volta no circuito de Nürburgring Nordschleife. Segundo a empresa, seu GT Black Series completou o traçado de 20.600 metros em seis minutos, 43 segundos e 616 milésimos, superando o antigo recordista, o Lamborghini Aventador SVJ (2018), em 1,36 segundo (leia aqui). No trecho de 20.832 metros, que inclui o setor T13, adicionando a reta entre as linhas de chegada e largada, o alemão cravou 6min48s047. O maior percurso vem sendo adotado como padrão desde 2019.

Segundo a Mercedes, o Black Series usado no recorde não recebeu mudanças profundas, alterando apenas alguns detalhes de suspensão e aerodinâmica. O splitter frontal foi prolongado no modo “Race” do seletor de condução, enquanto as asas traseiras foram fixadas na posição intermediária. Os amortecedores foram rebaixados em 0,5 centímetro na dianteira e 0,25 cm atrás, a cambagem ficou em 3,8° negativos na frente e 3° negativos na traseira e as barras estabilizadoras estiveram na atuação mais rígida possível do sistema. Ao volante estava Maro Engel, que pilota o carro na categoria GT3. Ele modificou a operação do controle de tração entre os estágios 6 e 7, a depender do trecho, dentre os nove possíveis. Os pneus usados foram os originais Michelin Pilot Sport Cup 2 R MO.

Segundo Engel, o desempenho do esportivo foi surpreendente até mesmo para ele. “Com velocidades de quase 270 km/h na seção Kesselchen e de mais de 300 km/h na reta Döttinger Höhe, o Black Series foi significativamente mais veloz que meu GT3 de corrida”, ressalta ele. O piloto diz ainda que o modelo oferece uma série de ajustes, o que permite criar um setup sob medida para seu estilo de condução e essa pista em específico.

O feito do AMG GT Black Series é ainda mais expressivo se considerarmos que o modelo é um esportivo de motor central dianteiro, enquanto a configuração mais indicada para esse tipo de recorde é central-traseira. Além disso, a volta foi completada sob temperaturas bastante baixas, de 7 ºC no ambiente e 10 ºC no asfalto, com partes da pista não totalmente secas. “Conseguir dar uma volta no Nordschleife em 6min48s047 com um carro de produção nestas condições na pista é realmente espantoso”, ressalta Engel.

O GT Black Series foi lançado em julho (leia aqui), sendo descrito pela AMG como “um carro pensado para uso nas pistas, apesar de cumprir as normas para rodar nas ruas”. O motor 4.0 V8 biturbo recebeu várias mudanças (leia aqui) para entregar 730 cv (6.700-6.900 rpm) e 81,6 kgfm (2.000-6.000 rpm), ante os 585 cv (6.250 rpm) e 71,4 kgfm (2.100-5.500 rpm) da versão R, até então a mais forte disponível para o GT. A divisão esportiva fez modificações significativas em várias outras áreas do esportivo, o que ajudou a colocá-lo agora no topo de Nürburgring Nordschleife.

Publicidade

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s