Sueca Neste testará combustível que promete redução de até 90% das emissões


Sweden proposing ambitious aviation GHG emission reduction targets |  Bioenergy International

A empresa sueca Neste, que produz combustível de aviação renovável, anunciou ter entrado na fase final de desenvolvimento de um inédito combustível para veículos. Segundo a empresa, agora será avaliada a viabilidade comercial do produto, que pode substituir, no futuro, a gasolina tradicional. O líquido seria fundamental para abastecer os modelos a combustão e híbridos remanescentes, que seguirão em circulação após a proibição de suas vendas. Não fica claro, porém, se a tecnologia se enquadrada como o “e-fuel” que vem sendo testado principalmente pela Porsche (leia aqui) e pela aliada Bentley (leia aqui).

Segundo a Neste, os estudos atuais apontam que seu combustível em testes reduz em até 65% as emissões durante todo o ciclo de vida, em comparação com os derivados fósseis atuais. Porém, a empresa escandinava estima que seja possível chegar a 90% de “limpeza”. Ela garante que o produto atende às normas EN228, da União Europeia, o que permitiria seu uso nos motores atuais sem necessidade de adaptação. Isso porque o produto final é composto em 75% por materiais orgânicos, com o restante sendo similar à gasolina atual.

A também sueca Powertrain Engineering Sweden, que fornece sistemas híbridos e componentes de propulsão a marcas como a Volvo, apoia o projeto da Neste. A empresa já informou que está avaliando o combustível da compatriota com motor em bancada e em testes dinâmicos com dois veículos. O objetivo é estudar o comportamento do líquido e, se necessário, realizar ajustes nos propulsores para deixá-lo ainda menos poluente.

Recentemente, a União Europeia determinou que o bloco deverá reduzir as emissões totais em 55% até 2030. Nesse ano, acredita-se que pelo menos 60% dos veículos em circulação ainda sejam movidos por motores a combustão interna. Ou seja: ainda haverá demanda por gasolina e diesel. A solução da Neste ajudaria a diminuir ainda mais o impacto ambiental, ao se tornar viável, para substituir indiretamente tais líquidos.

[ Fonte: FCE ]

Publicidade

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s