Volkswagen apresenta sétima geração da Multivan, inspirada na Kombi, na Europa


A Volkswagen oficializou a chegada da sétima geração da Multivan/Transporter, tataraneta da Kombi, no Velho Continente. Como indicavam os flagras (leia aqui), a van se inspira no clássico furgão, com um vigia frontal que simula o antigo quebra-vento, mas traz várias soluções mais modernas de construção. Feita sobre a plataforma MQB, ela ganha também sistema híbrido plug-in, recarregável em tomadas. As vendas na Europa começam até o fim do ano.

Visualmente, a Multivan se aproxima dos modelos elétricos da VW ao dispor de uma grade estreita – inexistente nos elétricos – e maior tomada de ar inferior, além dos faróis unidos por uma faixa central. A coluna A avançada com vigia antes da porta serve para ligar o novo modelo ao passado, como é feito pela pintura dois tons há algum tempo (leia aqui e aqui). Atrás, o furgão abandona as lanternas verticais em favor de conjuntos horizontais e que invadem a tampa do bagageiro, solução inédita para o modelo.

O interior chama atenção pelo acabamento primoroso – algo comum no segmento, aliás. No caso da Multivan, há quadro de instrumentos digital, central multimídia, seletor de câmbio por botões, freio de mão elétrico e até iluminação ambiente com pontos de luz no painel. O volante é similar ao do Nivus brasileiro e há itens como chave presencial com partida por botão, portas USB-C e revestimento em dois tons. Vale lembrar que ela será oferecida inicialmente apenas na variação Caravelle, para transporte de pessoas, com a atual T6 seguindo como opção para cargas (Transporter) e acampamento (California).

Construída sobre a plataforma modular MQB, a Multivan mede 4,973 metros de comprimento, 1,941 m de largura e 1,903 m de altura, com entre-eixos de 3,124 m. Futuramente, haverá uma opção alongada, com 5,17 m, mas a mesma distância entre as rodas. O porta-malas comporta 469 litros quando os sete bancos estão ocupados, podendo chegar a 1.844 litros com cinco assentos e a até 4.053 l quando com apenas os dois lugares frontais usados.

Inicialmente, a gama da Multivan terá três motorizações. A gasolina, há o 1.5 de 136 cv e o 2.0 de 204 cv, ambos com câmbio de dupla embreagem (DSG) e sete marchas. A outra é a opção eHybrid, que une o 1.4 TSI de 150 cv a um propulsor elétrico de 109 cv, totalizando 218 cv combinados. A caixa é a DSG de seis relações, em um sistema parecido com o usado pelo Golf. Já as baterias dispõem de 13 kWh, o que deve garantir cerca de 60 km de autonomia usando somente eletricidade. Em 2022, o furgão receberá a única variação a diesel: um 2.0 de 150 cv.

Publicidade

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s