Volkswagen terá centro para desenvolver tecnologias de biocombustíveis no Brasil


A Volkswagen anunciou a criação de um centro de pesquisa e desenvolvimento (P&D) para tecnologias baseadas em etanol e biocombustíveis. A nova área será estruturada no Brasil, que tem a missão de liderar processos para aplicação de soluções de energia limpa em países emergentes. Além do álcool, aqui extraído da cana de açúcar, a marca pretende explorar sua integração com sistemas híbridos.

De acordo com a montadora, o novo centro terá apoio da marca VW, mas conduzirá os avanços de maneira independente e em nível global. E essa informação é importante, porque o grupo alemão tem forte atuação da Skoda na Índia, país que recentemente anunciou incentivos para a aplicação do etanol em larga escala (leia aqui). Dessa forma, o Brasil tende a exportar as tecnologias ao outro lado do planeta. “Vamos atuar em parceria com governo, universidades e a agroindústria para que possamos trabalhar com o que há de melhor para o futuro da mobilidade”, destaca o CEO da Volkswagen América Latina, Pablo Di Si.

A nova área de P&D para etanol e biocombustíveis é uma alternativa para países emergentes como o Brasil em meio à popularização dos elétricos em outras localidades. A VW reconhece, por exemplo, que a infraestrutura de recarga reduzida e o nível de renda em território nacional impedem, no momento, que o País acompanhe nações desenvolvidas. Por isso, um combustível vegetal como o álcool derivado da cana ganha força para utilização em nível global.

Ao anunciar a novidade, a Volkswagen destacou que pretende não comercializar mais carros a combustão na Europa até 2035. Em Estados Unidos e China, a tendência é que eles sigam em oferta por mais algum tempo, mas mercados emergentes ainda estão longe de abandoná-los. A empresa lembrou ainda ter sido a primeira fabricante a aderir ao Acordo de Paris, com meta de se tornar “neutra de carbono” até 2050. A fim de despreocupar o público estrangeiro, a montadora também ressaltou que o plantio da cana de açúcar se concentra nas regiões Centro-Sul (92%) e Nordeste (8%), situando-se a mais de 2.000 km da Floresta Amazônica.

Publicidade

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s