Fiat 500e chega por R$ 239.990


Apresentada aos europeus em março de 2020 (leia aqui), a nova geração do 500 acaba de desembarcar no Brasil, apenas com propulsão elétrica na variação 500e – algo que a marca já vinha sinalizando (leia aqui, aqui e aqui). A novidade chega apenas no acabamento Icon, o mais caro dentre os oferecidos no Velho Continente. Seu preço sugerido é de R$ 239.990.

Em relação à linhagem passada, o 500 mantém a identidade inspirada no modelo clássico, com faróis formando uma elipse – apesar da parte superior ser uma “sobrancelha” – e lanternas verticais. A Fiat garante se tratar de uma plataforma diferente, chamada Mini BEV, mas muitas das proporções são comuns às do antecessor. Entre os diferenciais estéticos, há soluções como as maçanetas embutidas nas portas, as rodas com desenho mais moderno e o nome do veículo estampado na dianteira, no lugar do emblema da montadora.

Por dentro, o hatch adota um estilo mais minimalista, com destaque para os difusores de ar “ocultos” e o seletor de câmbio por botões, algo cada vez mais comum na indústria e já “padrão” entre elétricos. O volante de dois raios também leva o 500 contemporâneo ao passado, embora o quadro de instrumentos com tela de sete polegadas e a tela flutuante de 10,25″ da central multimídia deixem claro se tratar de um modelo bem atual. Outro diferencial é o botão para abrir as portas, em substituição às tradicionais maçanetas.

Em relação ao 500 anterior, a Fiat afirma que o novo é ligeiramente mais espaçoso, com ganhos em quase todas as medidas. O lançamento mede 3,632 metros de comprimento (+6,1 centímetros), 1,683 m de largura (+5,6 cm), 1,527 m de altura (+2,9 cm) e 2,322 m de entre-eixos (+2,2 cm). O porta-malas, contudo, comporta os mesmos 185 litros.

A propulsão é feita pelo motor elétrico de 118 cv (87 kW) e 22,4 kgfm, que leva o 500e de zero a 100 km/h em nove segundos, com máxima de 150 km/h. A bateria tem capacidade para armazenar 42 kWh, garantindo autonomia média de 320 km no ciclo de homologação europeu WLTP. A recarga total em rede doméstica de 220 volts leva cerca de 14 horas, caindo para 4h em Wallbox. Os modos de condução são três: Normal, Range (o sistema freia sozinho ao se tirar o pé do acelerador) e Sherpa (prioridade total de autonomia, desligando ar condicionado e limitando a velocidade a 80 km/h).

No Brasil, o 500e será vendido apenas na versão Icon, que garante leitor de placas de trânsito, frenagem autônoma com detector de pedestres, monitor de pontos cegos, sensores de obstáculos em 360 graus com auxílio de baliza, controle de velocidade adaptativo (ACC) e assistente de permanência de faixa. Há também seis airbags, câmera de ré, acionamento automático do farol alto, sensores de chuva e pressão dos pneus, além das citadas telas no painel.

O 500e já pode ser reservado em 10 concessionários Fiat em nove cidades brasileiras: Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campinas (SP), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP), esta última com duas lojas. O modelo tem quatro cores à disposição (branca, cinza, preta e verde) e dispõe de garantia total de três anos, com oito anos de cobertura (ou 160 mil km) para as baterias.

A meta da Fiat é comercializar 120 unidades até o fim de 2021.

Publicidade

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s