F1: Verstappen vence na Holanda; Hamilton e Bottas completam pódio


Max Verstappen passa pelo mar laranja das arquibancadas de Zandvoort neste domingo — Foto: Joe Portlock/F1 via Getty Images

Após 36 anos sem sediar uma etapa da Fórmula 1, a Holanda voltou ao calendário com algo diferente: um piloto local de grande talento para atrair os fãs. E foi o que aconteceu, com as arquibancadas tomadas por pessoas usando camisas laranja, a cor oficial da família real holandesa. Nas pistas, o corredor “caseiro” cumpriu a missão: Max Verstappen liderou de ponta a ponta e venceu a prova, retomando a liderança do Mundial de Pilotos. Em celebração, aconteceu o já tradicional “mar” de fumaça alaranjada. No pódio, ele foi acompanhado pelas Mercedes, com Lewis Hamilton em segundo e Valtteri Bottas em terceiro.

A CORRIDA

Apesar de toda a expectativa da torcida local, imaginava-se que a prova não teria muitas ultrapassagens. Ou seja: uma boa posição de largada seria determinante para o sucesso. No sábado, Verstappen conseguiu a pole, mesmo sem ter disponível a asa móvel (DRS), o que dá uma ideia de como o holandês está em grande fase. Na partida, ele foi melhor que os rivais e ainda nas duas primeiras voltas já abria mais de 2,5 segundos de vantagem sobre Hamilton. Bottas se aproximou do companheiro de time, mas não conseguiu superá-lo. Por outro lado, o finlandês não teve dificuldade para abrir distância de Pierre Gasly, que largou em quarto e conseguiu manter a posição até o fim.

Quem demonstrava bom desempenho, logo atrás, era Fernando Alonso. Partindo em nono, ele já era o sétimo após as primeiras curvas, superando Esteban Ocon e Antonio Giovinazzi. Em um circuito estreito e travado, ultrapassagens são raras, o que deixa o rendimento do espanhol ainda mais impressionante. O mesmo se pode dizer de Sergio Perez, que largou em 20º após fazer uma péssima qualificação e trocar vários componentes, saindo dos boxes. O mexicano fez uma bela corrida de recuperação, que poderia ter sido ainda melhor.

Lá na frente, Verstappen fazia uma pilotagem bastante consistente. Hamilton impôs a volta mais rápida, mas o holandês seguida evitando os undercuts da Mercedes. A equipe alemã até tentou atrapalhá-lo mantendo Bottas na pista, mas o holandês não teve dificuldade em superar o finlandês e deixá-lo como “obstáculo” para o rival inglês. Mais atrás, Perez fazia ultrapassagens para chegar à zona de pontuação. Único a largar com pneus duros, ele travou a roda dianteira direita ao tentar passar por Nikita Mazepin e precisou trocar os componentes cedo, devido aos danos causados. Lá na frente, conseguia boas manobras, como a realizada para tomar a posição de Lando Norris, que fez prova discreta, apesar de ter chegado três colocações à frente da qual largou.

Na parte final da prova, a Mercedes chamou Bottas para calçar novos pneus, mas o orientou a não tentar o giro mais rápido. Ignorando o time, o finlandês cravou mesmo assim, obrigando Hamilton, até então dono do tempo mais veloz, a buscar o ponto extra na volta final. Com menos combustível no tanque e compostos macios “zerados”, ele conseguiu.

A vitória em casa de Verstappen, a ultrapassagem de Alonso sobre Sainz na última volta e a recuperação de Perez, que foi escolhido Piloto do Dia, acabaram ofuscando o bom rendimento de Gasly. Em alto nível novamente, o francês foi o quarto com sua AlphaTauri, demonstrando cada vez mais evolução.

A Fórmula 1 caminha agora para a Itália, onde acontece a próxima prova. Ela será realizada no circuito de Monza, entre 10 e 12 de setembro.

Confira abaixo a classificação da prova.

GP HEINEKEN DA HOLANDA (72 voltas)
1. Max Verstappen (HOL) – Red Bull-Honda – em 01h30min05s395
2. Lewis Hamilton (ING) – Mercedes – a 20s932
3. Valtteri Bottas (FIN) – Mercedes – a 56s460
4. Pierre Gasly (FRA) – AlphaTauri-Honda – a 1 volta
5. Charles Leclerc (MON) – Ferrari – a 1 volta
6. Fernando Alonso (ESP) – Alpine-Renault – a 1 volta
7. Carlos Sainz (ESP) – Ferrari – a 1 volta
8. Sergio Perez (MEX) – Red Bull-Honda – a 1 volta
9. Esteban Ocon (FRA) – Alpine-Renault – a 1 volta
10. Lando Norris (ING) – McLaren-Mercedes – a 1 volta
11. Daniel Ricciardo (AUS) – McLaren-Mercedes – a 2 voltas
12. Lance Stroll (CAN) – Aston Martin-Mercedes – a 2 voltas
13. Sebastian Vettel (ALE) – Aston Martin-Mercedes – a 2 voltas
14. Antonio Giovinazzi (ITA) – Alfa Romeo-Ferrari – a 2 voltas
15. Robert Kubica (POL) – Alfa Romeo-Ferrari – a 2 voltas
16. Nicholas Latifi (CAN) – Williams-Mercedes  – a 2 voltas
17. George Russell (ING) – Williams-Mercedes – Não completou
18. Mick Schumacher (ALE) – Haas-Ferrari – a 3 voltas

NÃO COMPLETARAM
Yuki Tsunoda (JAP) – AlphaTauri-Honda
Nikita Mazepin (RUS) – Haas-Ferrari

VOLTA MAIS RÁPIDA
Lewis Hamilton (ING) – Mercedes – 1min11s097 (volta 72)

PILOTO DO DIA (Votação do Público)
Fernando Alonso (ESP) – Alpine-Renault

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s