F1 2022: Análise dos Pilotos


GettyImages-1239068645.jpg

A drástica mudança no regulamento técnico da temporada 2022 da Fórmula 1 tornou as previsões difíceis. No entanto, como o ALL THE CARS faz todo ano, trazemos aqui um panorama do que aconteceu nos testes de pré-temporada, o potencial que cada piloto tem e seus objetivos no campeonato que se avizinha. Confira abaixo nossos pitacos e, se possível, dê sua contribuição para o debate.

1. Max Verstappen (HOL) / Red Bull
Após conquistar seu primeiro título na última volta da última corrida em 2021, Verstappen chega a 2022 com certo favoritismo. Além de ter “se livrado” da pressão de ainda não ter um troféu, mesmo com toda a expectativa gerada sobre ele, o holandês mostrou bons resultados na pré-temporada. A Red Bull foi apenas a sexta com mais quilometragem, mas Max cravou o melhor tempo – ainda que isso não tenha grande peso… – e o carro se mostrou confiável, sem grandes problemas. Por ora, é apontado com um dos favoritos a levar o troféu.

11. Sergio Pérez (MEX) / Red Bull
Depois de um ano de adaptação ao “difícil” RB16B, Pérez chega à segunda temporada na Red Bull com mais pressão. O mexicano sempre foi conhecido pelo desempenho consistente, mas a equipe austríaca exigirá mais dele: uma briga constante por vitórias, fugindo das zonas de perigo, o que renderá pontos para desbancar a Mercedes. Ao menos, Pérez traz bom volume de direção – foi essencial para que Verstappen levasse o título em 2021 – e já declarou que pode lutar para ser campeão. Ele foi o mais rápido no treino da manhã do terceiro dia, mostrando que pode também brigar pelas vitórias.

44. Lewis Hamilton (ING) / Mercedes
“Mordido” com a perda do inédito octacampeonato, Hamilton já declarou que está ainda mais “perigoso”, deixando explícito que vem para lutar pelo título. Na pré-temporada, a Mercedes mostrou um pouco de dificuldade, o que seus dois pilotos confirmaram, embora o restante do grid entenda que as declarações sejam puro blefe. Caso o carro não seja tão bom quanto dos rivais, Hamilton deve ainda assim brigar por vitórias. Do contrário, certamente será um dos postulantes ao título.

63. George Russell (ING) / Mercedes
Um dos grandes talentos de sua geração, Russell mostrou sua qualidade no GP de Sakhir, quando substituiu Hamilton por Covid-19. O jovem inglês só não venceu a corrida por várias trapalhadas da Mercedes, mas, na ocasião, ultrapassou o então companheiro Bottas em duas oportunidades, ambas na pista. Pela Williams, também extraiu resultados expressivos, em especial o segundo posto no GP da Bélgica – que não ocorreu devido à chuva torrencial, aliás. Russell chega com status de futuro campeão e pode ser uma grande ameaça a Hamilton, que não costuma ser tão amigável com colegas de time que o enfrentem.

55. Carlos Sainz Jr. (ESP) / Ferrari
Após trocar a evoluída McLaren pela incerta Ferrari, Sainz mostrou que estava certo: os italianos ganharam bastante terreno, chegando ao terceiro lugar em 2021. Mas o espanhol foi ainda melhor: superou o companheiro Leclerc em seu primeiro ano, com quatro pódios e um quinto lugar no Mundial, atrás somente dos pilotos de Red Bull e Mercedes. Para 2022, mostra-se um também candidato a vitórias, ainda mais com o bom rendimento da Ferrari na pré-temporada.

16. Charles Leclerc (MON) / Ferrari
Monte Carlo (Mônaco), 24 anos (16/10/1997)
“Menino de ouro” da Ferrari, Leclerc fez um 2021 cheio de altos e baixos. O monegasco conseguiu duas poles consecutivas, uma delas em casa, mas bateu ainda na classificação e não conseguiu largar no dia seguinte. Além disso, teve apenas um pódio e ficou em sétimo no Mundial, a um ponto de Norris e a 5,5 de Sainz. Apesar de ser uma das apostas da Ferrari para o futuro, Leclerc pode ser ofuscado pelo companheiro de time se não demonstrar resultado. Se o carro ajudar, 2022 pode ser seu ano.

4. Lando Norris (ING) / McLaren-Mercedes
Outro jovem talento da F1, Norris andou muito bem na primeira metade da temporada, quando conquistou três de seus quatro pódios. Na Rússia, teve a grande chance da vida: fez a pole e a volta mais rápida, mas não obedeceu à ordem do time de trocar os pneus por compostos de chuva e perdeu a liderança para Hamilton, ficando apenas em sétimo. Na prova seguinte, fez a única dobradinha do ano, na Itália, chegando em segundo. O problema para ele é que a McLaren, na pré-temporada, mostrou um pouco de dificuldade, em especial no ajuste com os freios. O campeonato ainda é uma incógnita e ele pode brigar por vitórias, mas agora dependerá mais do time do que se si.

3. Daniel Ricciardo (AUS) / McLaren-Mercedes
A previsão não otimista para Norris também vale para Ricciardo. É bem verdade que o australiano reencontrou o caminho da vitória no GP da Itália, liderando a única dobradinha de 2021. Além disso, sua qualidade ao volante é inquestionável. Mas Daniel demorou bastante a se adaptar à McLaren e ainda não parece tão à vontade: afinal, além da vitória, ele não chegou mais ao pódio. Isso considerando que teve apenas um abandono e nada menos que oito GPs fora da zona de pontuação. Além de um carro de qualidade, ele precisará também recuperar a confiança para poder voltar ao topo.

14. Fernando Alonso (ESP) / Alpine-Renault
Alonso é, sem dúvida, um dos melhores pilotos do grid. Em 2021, voltou ao pódio e ajudou Ocon em sua primeira vitória, ao segurar Hamilton, na Hungria, por nada menos que 10 voltas. O espanhol chega a 2022 sendo considerado uma das possíveis surpresas por especialistas estrangeiros, mas dependerá bastante do equipamento entregue pela Alpine. Acredita-se que o motor Renault é forte, mas a cavalaria extra pode comprometer a confiabilidade. Há quem diga que Alonso pode, de fato, voltar a vencer neste ano, mas só saberemos disso quando o campeonato começar de fato.

31. Esteban Ocon (FRA) / Alpine-Renault
Com o strike de Bottas, o “erro” de estratégia de Hamilton e a defesa homérica de Alonso, Ocon conquistou sua primeira vitória na F1 na Hungria. Foi a única vez que o francês chegou ao pódio em 2021, embora tenha andado a contento ao longo do campeonato. Seu potencial de resultados depende não apenas dele: como com Alonso, vai depender do que Alpine e Renault conseguirão. Deve marcar pontos com frequência, mas vitórias devem ser objetivos distantes.

10. Pierre Gasly (FRA) / AlphaTauri-Red Bull Powertrains
Uma das grandes surpresas de 2021, entre as várias que a temporada reservou, Gasly foi um ponto fora da curva: registrou um pódio, dois quartos lugares e uma volta mais rápida, conquistando mais que o triplo de pontos de Tsunoda. Ou seja: reforçou que é uma peça futura para a Red Bull ou outro time de ponta. Além de bons resultados no último ano, o francês conta com a confiabilidade da AlphaTauri, que foi a segunda equipe com mais voltas no Bahrein e não enfrentou problemas graves. Pode, talvez, lutar por sua segunda vitória pelo time italiano.

22. Yuki Tsunoda (JAP) / AlphaTauri-Red Bull Powertrains
Em sua primeira corrida, Tsunoda parecia chegar para valer na F1. No entanto, o japonês foi perdendo o brilho e passando a ser mais conhecido pelos palavrões ditos no rádio do que pelo desempenho em pista. Teve também uma temporada e altos e baixos – com mais baixos – e ficou distante de pontuar com frequência. Aliás, foi apenas o 14º, enquanto Gasly, seu companheiro, foi o nono. A necessidade de adaptação é uma boa justificativa para o desempenho relativamente fraco, mas em 2022 precisará entregar mais. Por outro lado, a experiência pode ser o que faltava para o asiático enfim ganhar consistência e aparecer entre os 10 em mais oportunidades.

5. Sebastian Vettel (ALE) / Aston Martin-Mercedes
Apesar do segundo lugar no Azerbaijão – e outro na Hungria, embora tenha sido desqualificado -, Vettel teve uma temporada decepcionante. Esperava-se que a Aston Martin conseguiria uma boa evolução sobre a antecessora Racing Point, o que não aconteceu. Como resultado, o tetracampeão pontuou em apenas sete das 22 provas, o que reforça que tanto desempenho quanto confiabilidade não foram o forte do time britânico. Na pré-temporada, as Aston andaram bastante e não apresentaram falhas graves, o que pode ser um bom indício. Por ora, no entanto, o alemão deve mesmo brigar por pontos, apenas.

18. Lance Stroll (CAN) / Aston Martin-Mercedes
Tal qual Vettel, Stroll também sofreu com a falta de consistência do carro da Aston Martin. O canadense não conseguiu imprimir bom ritmo, ficando distante do sonhado pódio. Apesar de ter terminado mais vezes que Vettel entre os pontos, com nove presenças no top 10, ele fez menos pontos que o companheiro de time. A expectativa é que o monoposto de 2022 renda mais, para que Stroll enfim consiga afastar todas as críticas por ser “filho de pai rico” – e dono da Aston Martin.

6. Nicholas Latifi (CAN) / Williams-Mercedes
Na medida do possível, Latifi fez uma boa temporada pela Williams. O canadense somou três pontos, com duas vezes no top 10, um feito e tanto para uma equipe que não chegava perto disso nas últimas temporadas. Ele não tem os holofotes dos rivais, mas isso também tira um pouco da pressão sobre ele, o que pode ser benéfico em 2022. Na pré-temporada, o carro da Williams teve problemas com ele ao volante, com princípio de incêndio, mas logo se mostrou um pouco mais estável. Pode ser que Latifi volte a pontuar neste ano.

23. Alexander Albon (TAI) / Williams-Mercedes
Depois de um ano sabático, ao ser substituído por Perez na Red Bull, Albon tem uma nova oportunidade da Fórmula 1. O tailandês é outro dos talentos da geração que são badalados para brigar por vitórias. Nascido na Inglaterra, aliás, ele tem boa relação com os compatriotas de times mais fortes, como Russell e Norris. Na Williams, precisará tirar leite de pedra, como Latifi, para anotar pontos. Já demonstrou que tem talento, mas precisa tirar a pressão de si próprio a fim de evitar decepções.

77. Valtteri Bottas (FIN) / Alfa Romeo-Ferrari
Depois de cinco temporadas  como coadjuvante na Mercedes, Bottas chega à Alfa Romeo com status de primeiro piloto. O finlandês traz consigo a experiência e o ótimo rendimento nas classificações para fazer a italiana aparecer com frequência entre os pontos – algo bastante difícil. Na pré-temporada, o time sofreu um pouco em Barcelona e enfrentou problemas hidráulicos no Bahrein, defeitos que deve ser sanados para um bom início de campeonato. No momento, deve mesmo lutar pra chegar entre os 10.

24. Guanyu Zhou (CHN) / Alfa Romeo-Ferrari
Único estreante da temporada, Zhou chega para preencher a lacuna de segundo piloto na Alfa Romeo. Sem tanta pressão por resultados, o primeiro chinês da Fórmula 1 deve precisar de algum tempo para se adaptar à nova realidade. No entanto, seus resultados nas categorias mais baixas são bons: foi terceiro na F2 e campeão da F3 asiática em 2021. Além disso, foi piloto de testes da Alpine no GP da Áustria no ano passado. Com um pouco de sorte e uma Alfa Romeo competitiva, deve aparecer na zona de pontuação em algum momento.

47. Mick Schumacher (ALE) / Haas-Ferrari
Depois de passar sua temporada de estreia apenas vendo os outros carros pontuarem – seu melhor resultado foi um 12º lugar -, Schumacher chega a 2022 com maiores expectativas. Primeiro, porque a Haas sacrificou 2021 para focar recursos no desenvolvimento de carro deste ano. Depois, pelo fato de Mick ter obtido alguma experiência em termos de controle do carro e conhecimento das pistas. Com o problema logístico que atrasou os testes da escuderia, é difícil dizer como o time está no momento. No entanto, não se surpreenda se Schumacher aparecer na zona de pontuação em 2022.

20. Kevin Magnussen (DIN) / Haas-Ferrari
Com a invasão à Ucrânia, a Rússia recebeu sanções de vários países, “forçando” a saída da patrocinadora Uralkali e de seu “protegido” Mazepin. A Haas, então, decidiu por recontratar um velho conhecido. Magnussen disputou quatro temporadas pelo time norte-americano, conhece o corpo técnico, tem a confiança da chefia e traz consigo boa bagagem. No primeiro teste com a Haas, cravou o melhor tempo do Bahrein – ainda que isso não necessariamente signifique algo par ao campeonato. O dinamarquês traz uma lufada de esperança ao time e pode aparecer na zona de pontuação com certa frequência, se o carro assim permitir.

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s