F1: Verstappen vence na Arábia Saudita com dupla da Ferrari fechando pódio


1388038401

Repleto de emoções, o Grande Prêmio da Arábia Saudita teve um surpreendente Max Verstappen como vencedor. Largando em quarto, após sofrer para conseguir ritmo na qualificação, o holandês precisou de paciência para superar Charles Leclerc nas voltas finais e se manter na dianteira, com uma margem de apenas 0,5 segundo. O monegasco foi o segundo, com Carlos Sainz, também da Ferrari, em terceiro. O quarto colocado foi Sergio Perez, que largou na pole pela primeira vez e caminhava para a vitória, até que o “azar” bateu à porta e colocou tudo a perder. Partindo apenas de 16º, Lewis Hamilton chegou em 10º, posição modesta considerando-se que somente 13 pilotos terminaram a prova.

A CORRIDA

Primeiro mexicano na pole da F1, Perez largou bem e conseguiu fechar espaço para as investidas de Leclerc, então segundo. Partindo em terceiro, Sainz sofreu com o ataque de Verstappen e foi superado já na primeira volta. Quinto, Esteban Ocon se defendeu de George Russel até a terceira volta, quando o inglês da Mercedes lhe tomou a posição. Kevin Magnussen também começou em alto ritmo, superando Pierre Gasly e subindo para nono ainda no giro inicial. Em seguida, Lando Norris também ultrapassaria o francês da AlphaTauri. Lá atrás, Hamilton ganhava apenas a posição de Guanyu Zhou, que sofreu na largada com sua Alfa Romeo. Vale lembrar que Mick Schumacher não participou, após a forte batida na qualificação, e Yuki Tsunoda, que não esteve na classificação no sábado, voltou a ter problema no carro antes da formação do grid.

No andar da prova, Perez conseguia manter margem segura sobre Leclerc, que também abriga vantagem sobre Verstappen e Sainz. Havia, assim, um claro hiato entre as Red Bull e Ferrari e as demais equipes. “Ilhado” em quinto, Russell não atacava nem era atacado. A briga mais intensa naquele momento era entre as Alpine, com Fernando Alonso tentando superar Ocon. A dupla inverteu posições em diferentes oportunidades, até que o espanhol enfim levou a melhor. O problema é que a briga aproximou Valtteri Bottas e Magnussen, que logo também atacariam o francês, superando-o nas voltas 13 e 15, respectivamente.

1388046480

Para tentar passar Perez, a Ferrari indicou que chamaria Leclerc para trocar os pneus antes do mexicano, realizando o famoso undercut. Tentando evitá-lo, a Red Bull convocou seu piloto, que prontamente substituiu seus compostos, enquanto o monegasco seguiu na pista. Ao sair dos boxes, Perez teve uma surpresa: Nicholas Latifi bateu sozinho, causando bandeira amarela. Com isso, os ponteiros todos foram chamados para troca, o que fez o mexicano ficar em quarto. Com a entrada do Safety Car à pista, ele até passou Sainz quando o espanhol retornava dos boxes, mas precisou devolver a posição.

Após as paradas, praticamente todos os pilotos estavam com pneus duros. E quem havia largado com eles optou por não trocar: Magnussen (6º), Hamilton (7º) e Nico Hulkenberg (9º). Para eles, claro, isso era um problema, pois teriam de substituir os compostos por médios ou macios, como determina o regulamento. Na relargada, após quatro voltas sob o carro de segurança, não houve trocas de posição acentuadas. A briga que mais aqueceu foi entre Magnussen e Hamilton, que travaram belo duelo. Após três voltas, o britânico levou a melhor, subindo para sexto. Já Hulkenberg começou a ser escalado, dando claros sinais de que a Aston Martin tem muito a melhorar.

Alonso era um dos pilotos que se destacava na corrida saudita. Em oitavo, partiu pra cima de Magnussen e passou para sétimo. Com a iminente parada de Hamilton, chegaria em sexto. Mas, na volta 37, seu Alpine apresentou problemas, assim como a McLaren de Daniel Ricciardo. Com o carro do australiano na pista, foi dada bandeira amarela, com Safety Car Virtual (VSC). No entanto, Alonso tentou recolher o carro até os boxes e não conseguiu, parando na entrada. Por segurança, o acesso foi fechado, o que impediu Hamilton, por exemplo, de trocar os pneus já desgastados. Ele só conseguiria fazê-lo na volta 41, caindo para 12º. Pouco antes, na volta 38, Bottas abandonou com problemas na Alfa Romeo.

1388025415

Na relargada, ainda que a distância média tenha sido a mesma, Leclerc e Verstappen ainda estavam próximos. E o holandês, então, partiu pra cima, tomando a posição do monegasco já na volta 42. O piloto da Ferrari retomou a dianteira na seguinte. Pelo rádio, o engenheiro da Red Bull orientou o atual campeão a ter paciência, que havia ritmo suficiente para a ultrapassagem. Dito e feito: três giros depois, Verstappen partiu pra cima e tomou a ponta. Leclerc ainda se manteve no encalço do rival, não dando brecha para erros, mas o holandês conduziu com destreza e garantiu sua primeira vitória no ano, a 21ª na carreira.

Ainda houve tempo para Alexander Albon bater em Lance Stroll, deixar a prova e ser punido com pontos na superlicença, e para Lando Norris ganhar algumas posições. Ele chegou a ser sexto, travou uma bela briga com Ocon, mas terminou em sétimo. Ainda assim, um desempenho notável para a dificuldade que a McLaren vem enfrentando neste ano.

1388031633

O duelo Leclerc-Verstappen, aliás, promete se repetir ao longo da temporada. E isso foi celebrado pelo monegasco no fim da prova: “Foi uma corrida difícil, dura, mas bastante limpa. Apesar de não ter vencido, eu realmente gostei dessa corrida. Espero que tenhamos mais no futuro”, disse.

A próxima é o GP da Austrália, no circuito de Albert Park em Melbourne, entre os dias 08 de 10 de abril.

Confira abaixo a classificação da prova.

GP STC DA ARÁBIA SAUDITA (50 voltas)
1. Max Verstappen (HOL) – Red Bull – em 01h24min19s293
2. Charles Leclerc (MON) – Ferrari – a 0s549
3. Carlos Sainz (ESP) – Ferrari – a 8s097
4. Sergio Perez (MEX) – Red Bull – a 10s800
5. George Russell (ING) – Mercedes – a 32s732
6. Esteban Ocon (FRA) – Alpine-Renault – a 56s017
7. Lando Norris (ING) – McLaren-Mercedes – a 56s124
8. Pierre Gasly (FRA) – AlphaTauri-Red Bull – a 1min02s946
9. Kevin Magnussen (DIN) – Haas-Ferrari – a 1min04s308
10. Lewis Hamilton (ING) – Mercedes – a 1min13s948
11. Guanyu Zhou (CHN) – Alfa Romeo-Ferrari – a 1min22s215
12. Nico Hulkenberg (ALE) – Aston Martin-Mercedes – a 1min31s742
13. Lance Stroll (CAN) – Aston Martin-Mercedes – a 1 volta

NÃO COMPLETARAM
Alexander Albon (TAI) – Williams-Mercedes (acidente)
Valtteri Bottas (FIN) – Alfa Romeo-Ferrari (sistema de refrigeração)
Fernando Alonso (ESP) – Alpine-Renault (motor)
Daniel Ricciardo (AUS) – McLaren-Mercedes (problemas mecânicos)
Nicholas Latifi (CAN) – Williams-Mercedes (acidente)
Yuki Tsunoda (JAP) – AlphaTauri-Red Bull (não largou)
Mick Schumacher (ALE) – Haas-Ferrari (não largou)

VOLTA MAIS RÁPIDA
Charles Leclerc (MON) – Ferrari – 1min31s634 (volta 48)

PILOTO DO DIA (Votação do Público)
Charles Leclerc (MON) – Ferrari

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s