F1: Verstappen crava Grand Slam com dobradinha da Red Bull na Emilia-Romagna


Pódio do GP da Emilia-Romagna da F1 2022, com Sergio Pérez, Max Verstappen e Lando Norris — Foto: Lars Baron - Formula 1/Formula 1 via Getty Images

Dominante do início ao fim, Max Verstappen não teve dificuldades para vencer na Emilia-Romagna, neste domingo (24), conquistando o segundo “Grand Slam” de sua carreira. O holandês já havia triunfado na Sprint no sábado (23), largando na pole, e cravou a volta mais rápida, colocando-se na briga pelo topo do Mundial de Pilotos. O segundo colocado foi Sergio Perez, carimbando a primeira dobradinha da Red Bull desde 2016. O último lugar no pódio ficou com Lando Norris, que se beneficiou de um erro de Charles Leclerc, a nove voltas do fim, para levar um dos troféus para casa. A etapa ainda contou com os primeiros pontos da Aston Martin e um desempenho decepcionante de Lewis Hamilton, que terminou em 13º.

A CORRIDA

Após vencer a Sprint no sábado, ultrapassando Leclerc na penúltima volta, Verstappen largou na pole e sobrou na partida, mantendo bom ritmo nos primeiros metros. O monegasco da Ferrari destracionou e foi superado por Perez e Norris, despencando para quarto. Após bater na qualificação e sair em 10º no dia anterior, Carlos Sainz parecia disposto a espantar a maré de azar, começando a prova de domingo em quinto. Na terceira curva, o espanhol foi tocado por Daniel Ricciardo e atolou na brita, abandonando já no começo. O australiano despencou para 19º, o último entre os que ficaram na pista, que recebeu o Safety Car após o encontrão. Partindo de 11º, George Russell largou bem, realizando três ultrapassagens, sobre Mick Schumacher, Fernando Alonso e Valtteri Bottas. Com a batida à frente, ele herdou outras duas posições, já aparecendo em sexto.

A relargada foi dada na volta 5, com Verstappen tendo ritmo suficiente para abrir vantagem sobre Perez. O mexicano também acelerava forte, ampliando a distância sobre Norris. Não tardou para que Leclerc, portanto, fosse pra cima do britânico da McLaren, a fim de tomar a terceira posição e se aproximar da briga pela vitória. Na sequência, Fernando Alonso abandonou por danos no carro após um toque com Schumacher. No giro 8, o monegasco realizou a manobra e começou a encostar em Perez. No entanto, a prova ainda tinha regras de pista molhada, o que impedia a abertura da asa móvel (DRS) e dificultava as tentativas de Lerclerc de subir para segundo.

Na 12, Russell mostrou bom desempenho em sua Mercedes e conseguiu ultrapassar Kevin Magnussen, assumindo a quinta colocação, após duas voltas de disputa. Ainda assim, havia uma grande distância para Norris. Na sequência, foi a vez de Valtteri Bottas superar o dinamarquês, pulando para sexto. Mais atrás, Yuki Tsunoda logo tomaria a oitava colocação de Sebastian Vettel.

O grid vinha de pneu intermediários, até que Ricciardo, em 18º e último, decidiu arriscar, calçando os médios na volta 16, sendo seguido por Vettel e Pierre Gasly. Na 19, Perez trocou os pneus, sendo o primeiro dos ponteiros a fazê-lo. Em seguida, Lerclerc, Verstappen e Norris realizaram a mesma ação. O monegasco voltou em segundo, à frente do mexicano, mas foi ultrapassado pelo Red Bull, que vinha com compostos aquecidos. Em seguida, ele tentaria colocar sua Ferrari à frente, em uma bela caçada, mas Perez controlou bem a situação e em seguida abriu vantagem.

Com o DRS liberado, parecia que haveria uma maior troca de posições, mas não foi o que aconteceu. Hamilton, por exemplo, ficou “trancado” na 14ª colocação. Ele tentou superar Gasly em diversas oportunidades, mas o francês também podia acionar a asa móvel por estar perto de Alexander Albon. Curiosamente, nenhum dos dois conseguiu passar a Williams, ficando ambos “estacionados” nos lugares que estavam. O trio ganhou uma posição depois que Esteban Ocon foi punido com a adição de 5 segundos no tempo final, por ser liberado de maneira insegura pela Alpine nos boxes.

Apenas na volta 50 as emoções afloraram outra vez, com Leclerc parando para calçar pneus macios e tentar roubar a melhor volta de Verstappen. Ele retornou atrás de Norris, mas logo conseguiu recuperar o posto. Perez fez a mesma operação, buscando ele também o giro mais rápido. Com boa margem sobre os rivais, foi a vez do líder parar para calçar macios e buscar o ponto extra.

Na 54, Leclerc se aproximava bastante de Perez. Mas ao imprimir ritmo forte, ele acabou subindo demais na zebra da curva 13 e rodou na 14, batendo contra o muro. Por sorte, anda conseguiu retornar à pista e precisou trocar o bico, caindo para nono. Com o forte motor Ferrari, foi possível diminuir os danos, cruzando a linha de chegada em sexto. Dessa forma, Norris herdou o último lugar do pódio, seguido por Russell e Bottas. O finlandês ainda chegou a ameaçar o rival inglês, mas faltaram voltas para que a Alfa Romeo pudesse superar a Mercedes.

A próxima corrida é o GP de Miami, que estreia na F1. A prova acontece no entorno do estádio da equipe de futebol americano Miami Dolphins, entre os dias 06 e 08 de maio.

Confira abaixo a classificação da prova.

GP ROLEX DA EMILIA-ROMAGNA (63 voltas)
1. Max Verstappen (HOL) – Red Bull  – em 01h32min07s986
2. Sergio Perez (MEX) – Red Bull – a 16s527
3. Lando Norris (ING) – McLaren-Mercedes – a 34s834
4. George Russell (ING) – Mercedes – a 42s506
5. Valtteri Bottas (FIN) – Alfa Romeo-Ferrari – a 43s181
6. Charles Leclerc (MON) – Ferrari – a 56s072
7. Yuki Tsunoda (JAP) – AlphaTauri-Red Bull – a 1min01s110
8. Sebastian Vettel (ALE) – Aston Martin-Mercedes – a 1min10s892
9. Kevin Magnussen (DIN) – Haas-Ferrari – a 1min15s260
10. Lance Stroll (CAN) – Aston Martin-Mercedes – a 1 volta
11. Alexander Albon (TAI) – Williams-Mercedes – a 1 volta
12. Pierre Gasly (FRA) – AlphaTauri-Red Bull – a 1 volta
13. Lewis Hamilton (ING) – Mercedes – a 1 volta
14. Esteban Ocon (FRA) – Alpine-Renault – a 1 volta*
15. Guanyu Zhou (CHN) – Alfa Romeo-Ferrari – a 1 volta
16. Nicholas Latifi (CAN) – Williams-Mercedes – a 1 volta
17. Mick Schumacher (ALE) – Haas-Ferrari – a 1 volta
18. Daniel Ricciardo (AUS) – McLaren-Mercedes – a 1 volta

*Adição de 5s por “liberação insegura dos boxes”

NÃO COMPLETARAM
Fernando Alonso (ESP) – Alpine-Renault (acidente)
Carlos Sainz (ESP) – Ferrari (acidente)

VOLTA MAIS RÁPIDA
Max Verstappen (HOL) – Red Bull – 1min18s446 (volta 55)

PILOTO DO DIA (Votação do Público)
Max Verstappen (HOL) – Red Bull

SPRINT DA EMILIA-ROMAGNA (21 voltas)
1. Max Verstappen (HOL) – Red Bull  – em 01h32min07s986
2. Charles Leclerc (MON) – Ferrari – a 56s072
3. Sergio Perez (MEX) – Red Bull – a 16s527
4. Carlos Sainz (ESP) – Ferrari – a 17s578
5. Lando Norris (ING) – McLaren-Mercedes – a 24s561
6. Daniel Ricciardo (AUS) – McLaren-Mercedes – a 27s740
7. Valtteri Bottas (FIN) – Alfa Romeo-Ferrari – a 28s133
8. Kevin Magnussen (DIN) – Haas-Ferrari – a 30s712
9. Fernando Alonso (ESP) – Alpine-Renault – a 32s278
10. Mick Schumacher (ALE) – Haas-Ferrari – a 33s773
11. George Russell (ING) – Mercedes – a 36s284
12. Yuki Tsunoda (JAP) – AlphaTauri-Red Bull – a 38s298
13. Sebastian Vettel (ALE) – Aston Martin-Mercedes – 40s177
14. Lewis Hamilton (ING) – Mercedes – a 41s459
15. Lance Stroll (CAN) – Aston Martin-Mercedes – a 42s910
16. Esteban Ocon (FRA) – Alpine-Renault – a 43s517
17. Pierre Gasly (FRA) – AlphaTauri-Red Bull – a 43s794
18. Alexander Albon (TAI) – Williams-Mercedes – a 48s871
19. Nicholas Latifi (CAN) – Williams-Mercedes – a 52s017
20. Guanyu Zhou (CHN) – Alfa Romeo-Ferrari – Não terminou

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s