F1: Verstappen vence inédito GP de Miami; Leclerc e Sainz fecham pódio


Max Verstappen celebra vitória no GP de Miami com capacete de futebol americano estilizado pela F1 — Foto: Mark Thompson/Getty Images

Max Verstappen está em um dos melhores momentos da carreira. Largando em terceiro, o holandês superou os rivais da Ferrari na pista para vencer o inédito GP de Miami, disputado neste domingo (8), nos arredores do Hard Rock Stadium, casa do time de futebol americano Miami Dolphins. Ele também cravou a volta mais rápida e precisou se defender dos ataques de Charles Leclerc, que se aproximou no final da etapa, após a entrada do Safety Car. O terceiro colocado foi Carlos Sainz, que por pouco não foi superado por Sergio Perez. A corrida viu ainda uma melhoria de rendimento das Mercedes e uma briga intensa no pelotão intermediário.

A CORRIDA

Saindo em terceiro, Verstappen conseguiu tomar a segunda posição de Sainz já na segunda curva, colocando-se próximo do pole Leclerc. Perez tentou colar no espanhol e também escalá-lo, mas a posição de pista não favoreceu a ultrapassagem. Começando em oitavo, Lewis Hamilton não tracionou bem e foi superado por Pierre Gasly e Fernando Alonso, que ganhou quatro posições na primeira volta, uma delas a de Sebastian Vettel, que partiu dos boxes. Para George Russell, o início foi desesperador: começando em 12º, ele era 15º ao final do giro inicial.

Na terceira volta, Hamilton passaria Alonso e, três giros depois, tomaria o sexto posto de Gasly, voltando à posição de largada. No mesmo momento, Russell ganhou uma posição com o abandono de Guanyou Zhou. Com mais velocidade nas retas, Verstappen conseguiu baixar a diferença para Leclerc para menos de um segundo. Com abertura da asa móvel (DRS), o holandês tomou a ponta na volta 9. O monegasco até tentou “devolver” a manobra, mas não conseguiu encostar. Com isso, o atual campeão começou a abrir distância.

Calçando pneus duros desde a largada, Russell foi se aproveitando das paradas dos adversários para ganhar terreno, alcançando a sétima posição na volta 18, a sexta na 23 e a quinta na 26. Na ponta, a Ferrari parou Leclerc e, em seguida, Sainz, que foi acompanhado de Perez. O espanhol teve problema na troca e perdeu bastante tempo, permitindo ao mexicano se aproximar ainda mais. No entanto, o ataque acabou impossibilitado, com Perez reclamando à equipe de falta de potência. A diferença entre ambos começou a subir bastante, impossibilitando uma tentativa de ultrapassagem.

Na volta 40, Alonso e Gasly se enroscaram no fim da reta dos boxes, o que causou penalidade de 5 segundos ao bicampeão. No giro seguinte, o francês parecia ter problemas na direção, saindo da pista na curva 8. Ao retornar, acabou indo pra cima de Lando Norris, causando acidente e tirando o inglês da McLaren da prova. O acontecimento trouxe à pista o Safety Car, o que foi excelente para Russell: o britânico da Mercedes enfim parou para trocar os pneus e retornou em sétimo. Calçando médios, ele então teria potencial para brigar com Hamilton e Valtteri Bottas, que estavam à frente. Perez também aproveitou a parada para mudar os compostos e tentar algo diferente sobre Sainz.

Na relargada, Verstappen conseguiu se proteger dos avanços de Leclerc e manteve a ponta. No fim da reta dos boxes, Perez chegou a passar por Sainz, mas perdeu o ponto da freada, o que permitiu ao espanhol se manter em terceiro. Já Russell e Hamilton ganharam a posição de Bottas por um erro do finlandês. Nos giros finais, o novato inglês superou o heptacampeão e chegou em quinto.

A próxima corrida é o GP da Espanha, realizado no Circuito de Catalunha em Barcelona.  A prova ocorre entre os dias 20 e 22 de maio.

Confira abaixo a classificação da prova.

GP CRYPTO.COM DE MIAMI (57 voltas)
1. Max Verstappen (HOL) – Red Bull  – em 01h34min24s258
2. Charles Leclerc (MON) – Ferrari – a 3s786
3. Carlos Sainz (ESP) – Ferrari – a 8s229
4. Sergio Perez (MEX) – Red Bull – a 10s638
5. George Russell (ING) – Mercedes – a 18s582
6. Lewis Hamilton (ING) – Mercedes – a 21s368
7. Valtteri Bottas (FIN) – Alfa Romeo-Ferrari – a 25s073
8. Esteban Ocon (FRA) – Alpine-Renault – a 28s386
9. Alexander Albon (TAI) – Williams-Mercedes – a 32s365
10. Lance Stroll (CAN) – Aston Martin-Mercedes – a 37s026
11. Fernando Alonso (ESP) – Alpine-Renault – a 37s128 *
12. Yuki Tsunoda (JAP) – AlphaTauri-Red Bull – a 40s146
13. Daniel Ricciardo (AUS) – McLaren-Mercedes – a 40s902
14. Nicholas Latifi (CAN) – Williams-Mercedes – a 49s936
15. Mick Schumacher (ALE) – Haas-Ferrari – a 1min13s305

*Adição de 5s por “causar acidente”

NÃO COMPLETARAM
Kevin Magnussen (DIN) – Haas-Ferrari (problemas mecânicos)
Sebastian Vettel (ALE) – Aston Martin-Mercedes (acidente)
Pierre Gasly (FRA) – AlphaTauri-Red Bull (acidente)
Lando Norris (ING) – McLaren-Mercedes (acidente)
Guanyu Zhou (CHN) – Alfa Romeo-Ferrari (problemas mecânicos)

VOLTA MAIS RÁPIDA
Max Verstappen (HOL) – Red Bull – 1min31s361 (volta 54)

PILOTO DO DIA (Votação do Público)
Max Verstappen (HOL) – Red Bull

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s