Fiat Scudo chega por R$ 187.490


Confirmado há poucos dias (leia aqui), o Scudo foi oficializado pela Fiat do Brasil. Fruto de uma parceria de longa data com Citroën e Peugeot, bem antes de as empresas se fundirem para formar a Stellantis, o modelo chega pela primeira vez ao mercado nacional. Nas versões a diesel, ele vem importado do Uruguai, enquanto a elétrica é trazida da França.

Visualmente, o Scudo se assemelha aos irmãos, principalmente ao Jumpy. Os faróis têm os mesmos formato e distribuição interna do Citroën. Contudo, o Fiat tem grade própria e para-choque exclusivo, para se diferenciar dos demais. No restante, troca somente emblemas e logotipos em componentes como rodas, tampa traseira e volante.

O Scudo chega ao Brasil em tamanho único, com 5,309 metros de comprimento, 1,920 m de largura, 1,935 m de altura e 3,275 m de entre-eixos. A área posterior pode levar até 6,1 metros cúbicos de carga e 1.500 kg, peso que baixa para 1.002 kg na variação elétrica. O acesso traseiro é feito em duas portas, que se abrem em até 180 graus, e permite levar objetos com até 2,28 m de comprimento e 1,636 m de largura (1,258 m entre as caixas de roda).

O motor das versões uruguaias é o 1.5 Turbodiesel de 120 cv (3.750 rpm) e 30,5 kgfm (1.750 rpm), com câmbio manual de seis marchas e tração dianteira. Com ele, o Scudo acelera de zero a 100 km/h em 12,5 segundos e chega a 160 km/h, segundo a Fiat, que não informa se o desempenho é com o veículo vazio ou carregado. O consumo médio homologado pelo Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE) do Inmetro é de 12,4 km/l, deixando-o com autonomia estimada em 800 km.

Já o e-Scudo, importado da França, tem motor elétrico de 136 cv e 26,5 kgfm, também com tração dianteira. Sua bateria de lítio possui capacidade bruta de 75 kWh, permitindo rodar cerca de 330 km em ciclo urbano e 237 km no rodoviário. A máxima é limitada a 136 km/h.

VERSÕES

A Fiat oferece o Scudo em três versões. O Cargo está disponível por R$ 187.490, tendo motor a diesel, ar condicionado, direção eletro-hidráulica, volante com regulagem de altura e profundidade, controle de estabilidade, alerta de fadiga e auxílio de partida em rampas. Há também controlador/limitador de velocidade, faróis de neblina, vidros e retrovisores elétricos, rádio com Bluetooth, rodas de aço de 16 polegadas (215/65) e banco do motorista com ajuste de altura. O Multi traz os mesmos itens, mas, por R$ 192.490, agrega vidros laterais.

O mais equipado é o e-Scudo, com propulsão elétrica, importado por R$ 329.990. Além dos itens dos irmãos a diesel, ele adiciona sensores de ré e de chuva, câmera traseira com visão em 180 graus e central multimídia com tela de sete polegadas e integração Apple CarPlay e Android Auto. O utilitário tem ainda visor colorido de 3,5″ no quadro de instrumentos, monitor de pressão dos pneus e freio de estacionamento elétrico.

MERCADO

A Fiat oferece garantia de três anos ou 100 mil km para os modelos a diesel e de três anos ou 160 mil km para o elétrico. Para o e-Scudo, ainda há cobertura de oito anos para a bateria. Com o modelo, pretende conquistar 10% do segmento de vans e furgões, chegando a cerca de 6.500 emplacamentos anuais. Ele será disponibilizado na rede de mais de 200 lojas da divisão Fiat Professional, que estreia no País em 1º de agosto.

FIAT SCUDO
Cargo 1.5 Diesel – R$ 187.490
Multi 1.5 Diesel – R$ 192.490
e-Scudo – R$ 329.990

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s