F1: Leclerc vence na Áustria; Verstappen e Hamilton completam pódio


1407873304

Charles Leclerc aproveitou o bom rendimento da Ferrari e venceu o GP da Áustria, na casa da Red Bull. O monegasco venceu após ultrapassar Max Verstappen três vezes na pista e não foi incomodado pelo rival, embora nas voltas finais tenha sofrido com o acelerador travado. Apesar de chegar em segundo, o holandês teve motivos para, de certa forma, celebrar: Carlos Sainz tinha ritmo para tomar-lhe a posição, mas viu seu motor quebrar e dar início a um incêndio a 15 voltas do fim. Aproveitando o bom ritmo e as quedas de rivais, Lewis Hamilton chegou em terceiro, cravando pódio pela terceira vez consecutiva. Então vice-líder, Sergio Perez abandonou a prova após um toque com George Russell, que rendeu punição ao inglês da Mercedes, mas ainda chegou em quarto. Ponto positivo ainda para o quinto lugar de Esteban Ocon e o sexto de Mick Schumacher, pela segunda vez consecutiva entre os 10 melhores.

A CORRIDA

Largando na pole após vencer a Sprint no sábado (9), Verstappen conseguiu se defender dos avanços dos rivais e manter a ponta, enquanto Leclerc e Sainz disputavam espaço. Partindo em quinto, Perez tentou passar Russell na curva 4, mas o inglês não recolheu o carro e tocou na roda traseira do mexicano, colocando-o para a brita. Como resultado, o britânico da Mercedes seria punido com 5 segundos, mas o mexicano não conseguiria se recuperar: a Red Bull chamaria-o aos boxes para trocar os pneus de imediato e tentar uma recuperação, porém os danos causados pela colisão impediam progressos. Para economizar equipamento, o time decidiu recolher o carro.

As disputas estavam mais intensas no pelotão intermediário. Após passar por uma zebra e perder tração, Hamilton foi ultrapassado por Schumacher na volta 3, caindo para oitavo, enquanto logo atrás Lando Norris abriria passagem para Daniel Ricciardo. Na 10, Russell parou para pagar a punição e aproveitou para substituir o bico e os pneus. Duas voltas adiante, após uma perseguição acentuada a Verstappen, Leclerc finalmente conseguiu tomar a ponta. No mesmo giro, o holandês tentaria uma mudança de estratégia, parando para trocar os compostos. Desde sábado, ele alegava desgaste acentuado da borracha, o que o fazia perder rendimento. No pelotão intermediário, uma bela briga de cinco pilotos encantou os espectadores, com trocas de posições e defesas fenomenais: Norris, Zhou Guanyu, Alonso, Magnussen e Schumacher foram os protagonistas.

Com as paradas de Verstappen e Norris, Schumacher subiu para quinto, mas logo seria superado por Hamilton, que vinha em bom ritmo. O inglês ainda superaria Kevin Magnussen, que logo trocaria também os compostos, e Esteban Ocon, outro a ir aos boxes logo depois. Com rendimento em alta, o holandês da Red Bull não teve dificuldades para superar Schumacher e Hamilton em seguida, tornando-se o terceiro colocado. Leclerc pararia na 26 e Sainz na 27, deixando a ponta para Verstapppen. Com pneus melhores, porém, o monegasco partiria pra cima do rival, tomando-lhe a dianteira pela segunda vez no giro 32. No mesmo momento, Schumacher subia para sexto ao ultrapassar o companheiro de Haas.

Na volta 35, Sainz chegaria em Verstappen para tomar o segundo lugar. Antes disso, o holandês voltou aos boxes, novamente para tentar melhorar o rendimento, mas calçou duros outra vez. As Ferrari continuavam a imprimir bom ritmo e, portanto, ficaram na pista. Contudo, o holandês começou a diminuir a distância outra vez, deixando os italianos já sem uma margem segura para voltar à frente. Como antes, Leclerc parou primeiro, na 50, uma antes de Sainz. Três giros mais tarde, já tinha desempenho para ultrapassar Verstappen pela terceira vez e assumir a dianteira em definitivo.

Sainz vinha em ritmo parecido, mas não teve sorte: na 56, o motor Ferrari abriu o bico, forçando-o a parar na saída da curva 4. A fumaça logo se transformou em fogo e o atraso na chegada dos comissários deixou a cena preocupante, ainda mais com o carro situado em uma rampa, fazendo com que ele andasse para trás enquanto o piloto tentava sair. Felizmente, não houve maiores incidentes, exceto para as pretensões de Sainz no campeonato, prejudicadas por uma nova quebra. Desta forma, Hamilton “herdou” a última posição no pódio.

Já na parte final da prova, Leclerc reportou à equipe um comportamento estranho do acelerador. A Ferrari então confirmou que o pedal continuava com uma pequena carga mesmo sem manuseio do piloto, o que significava que ele teria de conduzir o carro sempre “acelerado”, tendo de revisar os pontos de frenagem e as tangencias. Isso implicava também em desgaste dos pneus e, claro, do motor. Ainda assim, ele conseguiu administrar a vantagem que tinha sobre Verstappen para cruzar a linha de chegada em primeiro.

A próxima prova etapa é o GP da França, realizado no circuito de Paul Ricard, em Le Castellet, entre os dias 22 e 24 de julho.

Confira abaixo a classificação da prova.

GP ROLEX DA ÁUSTRIA (71 voltas)
1. Charles Leclerc (MON) – Ferrari – em 01h24min24s312
2. Max Verstappen (HOL) – Red Bull – a 1s532
3. Lewis Hamilton (ING) – Mercedes – a 41s217
4. George Russell (ING) – Mercedes – a 58s972
5. Esteban Ocon (FRA) – Alpine-Renault – a 1min08s436
6. Mick Schumacher (ALE) – Haas-Ferrari – a 1 volta
7. Lando Norris (ING) – McLaren-Mercedes – a 1 volta
8. Kevin Magnussen (DIN) – Haas-Ferrari – a 1 volta
9. Daniel Ricciardo (AUS) – McLaren-Mercedes – a 1 volta
10. Fernando Alonso (ESP) – Alpine-Renault – a 1 volta
11. Valtteri Bottas (FIN) – Alfa Romeo-Ferrari – a 1 volta
12. Alexander Albon (TAI) – Williams-Mercedes – a 1 volta
13. Lance Stroll (CAN) – Aston Martin-Mercedes – a 1 volta
14. Zhou Guanyu (CHN) – Alfa Romeo-Ferrari
15. Pierre Gasly (FRA) – AlphaTauri-Red Bull – a 1 volta
16. Yuki Tsunoda (JAP) – AlphaTauri-Red Bull – a 1 volta
17. Sebastian Vettel (ALE) – Aston Martin-Mercedes – a 1 volta

NÃO COMPLETARAM
Carlos Sainz (ESP) – Ferrari (motor)
Nicholas Latifi (CAN) – Williams-Mercedes (danos no assoalho)
Sergio Perez (MEX) – Red Bull (danos de acidente)

VOLTA MAIS RÁPIDA
Max Verstappen (HOL) – Red Bull – 1min07s275 (volta 62)

PILOTO DO DIA (Votação do Público)
Mick Schumacher (ALE) – Haas-Ferrari

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s