F1: Verstappen vence após largar em 10º; Mercedes completam pódio de novo


1412004729

Após sofrer com um problema no motor na qualificação e largar em 10º, Max Verstappen conquistou uma vitória improvável no GP da Hungria, sua oitava na temporada, caminhando firme rumo ao bicampeonato. O holandês fez belas ultrapassagens, duas delas sobre o rival Charles Leclerc, e triunfou mais uma vez no ano, sem dar margem para os rivais. O segundo colocado foi Lewis Hamilton, que também teve bela apresentação ao partir de sétimo e superar o companheiro de time nas voltas finais. Depois de cravar a primeira pole de sua carreira, George Russell tentou ao máximo segurar a dianteira, mas acabou em terceiro. Assim, o trio repetiu o pódio visto no GP da França. Com nova lambança na estratégia da Ferrari, Leclerc foi apenas sexto, atrás de Carlos Sainz (4º) e Sergio Perez (5º).

A CORRIDA

Partindo da pole, Russell precisou se defender dos ataques firmes de Sainz, que começou em segundo, e Leclerc, logo atrás. Norris não conseguiu ter ritmo para também pressionar na frente e logo começou a ser ameaçado por Hamilton, que aproveitou a forte defesa de Esteban Ocon contra seu colega Fernando Alonso para ultrapassar as duas Alpine já nos primeiros metros. Verstappen e Perez também começaram bem e ganharam as colocações de Valtteri Bottas e Daniel Ricciardo na volta inicial. Na 2, Alexander Albon e Lance Stroll se tocam e deixam detritos na pista, trazendo o Safety Car Virtual (VSC) para limpeza.

Nos primeiros giros, Russell se manteve firme na ponta, mesmo com os avanços de Sainz, que não conseguia superar o rival. Leclerc encostava no espanhol, mas também não imprimia ritmo suficiente para que pudesse superá-lo. Logo atrás, Verstappen passaria Alonso na volta 4 e Ocon na 6, com Perez repetindo as ultrapassagens do companheiro sobre as Alpine sempre dois giros mais tarde. Na 7, Kevin Magnussen recebe a bandeira preta-e-laranja, que indica necessidade de reparo do carro. A asa dianteira teve uma quebra após um toque com Ricciardo.

Na 12, após ficar “encaixotado” atrás de Norris, Hamilton enfim consegue superar o compatriota da McLaren. “De carona”, Verstappen aproveita e também ultrapassa o jovem britânico, já tendo reduzido bem a margem para Hamilton. Na 13, Perez também toma a posição, o que faz a McLaren chamar Norris no giro seguinte para trocar seus pneus macios. No mesmo momento, Verstappen reclama no rádio por algum problema de potência, mas consegue contornar a falha – o que quer que tenha ocorrido.

No giro 17, a Ferrari chama Sainz, que não para nos boxes. Porém, Russel o faz, trocando seus macios por médios e voltando em sexto. Verstappen faz a mesma operação e retorna em oitavo. Sainz para na volta seguinte, calçando médios outra vez, e retorna em sexto, atrás de Ocon, e Perez vai aos boxes na 19. Assim, Leclerc permanece na ponta, seguido por Hamilton e Russell. O heptacampeão para em seguida, mas volta atrás de Verstappen. O holandês segue voando na pista, diminuindo a diferença para os ponteiros, e supera Ocon sem dificuldades, voltando a quarto. Na 22, as Alpine já haviam calçado duros e sofriam com o baixo desempenho. Ricciardo aproveitou a briga entre Alonso e Ocon e passou pelos dois. Em seguida, a dupla seria superada também por Lance

Leclerc então parou na volta 22 e voltou em segundo, à frente de Sainz e logo atrás de Russell, com Verstappen em quarto. A briga pela dianteira se intensificaria, com o britânico da Mercedes lutando bravamente pela posição. Até que, na volta 31, após estudar as linhas e o traçado e com seguidas tentativas de ultrapassagem, Leclerc enfim tomou a ponta. Verstappen imprimia ritmo forte para se aproximar de Sainz, que tentava tomar o segundo posto de Russell. O espanhol chegou a abrir a asa móvel (DRS), mas não conseguiu ultrapassar a Mercedes. Em consequência, foi o holandês quem chegou à zona de DRS pra cima do piloto da Ferrari.

Na 39, a Red Bull chamou Verstappen, colocou médios no carro dele novamente e acertou no undercut. Em seguida, foram chamados Russell, que calçou médios, e Leclerc, que precisava cumprir o regulamento e foi para os duros. A liderança ficou para Sainz, com Hamilton em segundo. Verstappen voltou atrás de Perez, que abriu caminho para o holandês atacar Leclerc. O monegasco sofria com os pneus menos aderentes e frios e, no giro 42, não conseguiu segurar a investida do rival, perdendo o terceiro lugar – e a “liderança virtual”. Ao seguir na tocada, Verstappen acabaria girando sozinho na curva 13, perdendo a posição para Leclerc, mas seguindo à frente de Russell e Perez.

Passadas três voltas, Verstappen conseguiu se aproximar novamente de Leclerc e tomar a terceira colocação, mantendo-se com uma “liderança virtual”, haja vista que Sainz e Hamilton certamente parariam novamente – o espanhol, por força de regulamento. Na 46, a Ferrari finalmente para seu piloto para calçar macios e seguir até o fim da prova, deixando o heptacampeão na dianteira, a 5,5 s do holandês da Red Bull. No giro 52, o britânico enfim vai aos boxes e volta de macio. Verstappen, então, passa a liderar com mais de 6 s sobre Leclerc. O piloto da Mercedes retorna em quinto, à frente de Perez e atrás de Sainz, mas com potencial pra chegar ao pódio.

Russell segue pressionando Leclerc, que continua a sofrer com os pneus duros, até que toma a segunda posição na volta 54. No giro seguinte, temendo que o monegasco fosse superado por todos os demais, a Ferrari o convoca novamente para calçar compostos macios. Ele volta em sexto, a quase 7 s de Perez, quinto. Hamilton começa a tirar mais de 1 s de diferença para Sainz por volta, tendo ritmo suficiente para superá-lo. Na 63, o britânico superou o espanhol já no meio da reta, garantindo-se no pódio. Agora, precisa caçar o colega de equipe para chegar em segundo. No giro 65, ele toma a posição de Russell na curva 1.

Com mais de 10 segundos de vantagem, Verstappen começa a apenas administrar a diferença para Hamilton. Sainz não tem ritmo para desafiar Russell, praticamente garantindo o pódio duplo da Mercedes, enquanto Leclerc não consegue encostar em Perez. A três voltas do fim, o carro de Valtteri Bottas apresenta problemas na alimentação. A organização determina VSC, praticamente definindo o resultado da prova. Na volta final, o VSC é desativado e a disputa retorna com pingos grossos de chuva sobre o asfalto. Contudo, o volume não é suficiente para alterar as condições da pista. Verstappen reduz o ritmo e Hamilton diminui a diferença, mas a larga vantagem é suficiente para mais uma vitória do holandês, a 28ª na F1.

A Fórmula 1 entra nas férias do verão europeu, com três semanas de “descanso”. O retorno acontece oficialmente no final de semana de 26 a 28 de agosto, com a disputa do GP da Bélgica em Spa-Francorchamps, cidade de Stavelot.

Confira abaixo a classificação da prova.

GP ARAMCO DA HUNGRIA (70 voltas)
1. Max Verstappen (HOL) – Red Bull – em 01h39min35s912
2. Lewis Hamilton (ING) – Mercedes – a 7s834
3. George Russell (ING) – Mercedes – a 12s337
4. Carlos Sainz (ESP) – Ferrari – a 14s579
5. Sergio Perez (MEX) – Red Bull – a 15s688
6. Charles Leclerc (MON) – Ferrari – a 16s047
7. Lando Norris (ING) – McLaren-Mercedes – a 1min18s300
8. Fernando Alonso (ESP) – Alpine-Renault – a 1 volta
9. Esteban Ocon (FRA) – Alpine-Renault – a 1 volta
10. Sebastian Vettel (ALE) – Aston Martin-Mercedes – a 1 volta
11. Lance Stroll (CAN) – Aston Martin-Mercedes – a 1 volta
12. Pierre Gasly (FRA) – AlphaTauri-Red Bull – a 1 volta
13. Zhou Guanyu (CHN) – Alfa Romeo-Ferrari – a 1 volta
14. Mick Schumacher (ALE) – Haas-Ferrari – a 1 volta
15. Daniel Ricciardo (AUS) – McLaren-Mercedes – a 1 volta
16. Kevin Magnussen (DIN) – Haas-Ferrari – a 1 volta
17. Alexander Albon (TAI) – Williams-Mercedes – a 1 volta
18. Nicholas Latifi (CAN) – Williams-Mercedes – a 1 volta
19. Yuki Tsunoda (JAP) – AlphaTauri-Red Bull – a 2 voltas

NÃO COMPLETARAM
Valtteri Bottas (FIN) – Alfa Romeo-Ferrari (sistema de combustível)

VOLTA MAIS RÁPIDA
Lewis Hamilton (ING) – Mercedes – 1min21s386 (volta 57)

PILOTO DO DIA (Votação do Público)
Max Verstappen (HOL) – Red Bull

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s