Mercedes anuncia saída da Rússia


A Mercedes-Benz é a mais recente das montadoras ocidentais a confirmar sua saída da Rússia. Ao apresentar os resultados financeiros da companhia relativos ao terceiro trimestre de 2022, a direção anunciou o plano de deixar o país, ainda como consequência da invasão à Ucrânia, em fevereiro. A operação será vendida a uma empresa russa, o que inclui a fábrica situada nos arredores da capital Moscou, inaugurada em 2019. No entanto, os 15% de participação na companhia de caminhões local Kamaz permanecem sob controle da gigante alemã, mas serão transferidos à divisão Daimler Truck.

As atividades da Mercedes na Rússia foram interrompidas temporariamente em março, com a paralisação da produção local e o congelamento das importações. Como resultado, a marca emplacou apenas 9.558 veículos por lá entre janeiro e setembro. Em relação ao mesmo período de 2021, o volume é 73% menor.

Desta forma, a gigante germânica optou por deixar o país e vender a operação, avaliada em cerca de € 1,8 bilhão. A compradora é a Avtodom, uma empresa local que já atua no ramo, mas gerindo concessionárias e agentes autorizados. “A conclusão da transação está sujeita à aprovação das autoridades”, disse o diretor financeiro (CFO) da Mercedes, Harald Wilhelm.

A Mercedes é apenas mais uma dentre várias grandes montadoras a deixar a Rússia após a invasão à Ucrânia. Nissan, Renault, Toyota e Volkswagen já confirmaram a saída do país, algumas delas com cláusula de recompra futura, e outras empresas avaliam seguir o movimento.

Publicidade

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s