F1: Mercedes volta ao preto no W14


https://www.formula1.com/content/dam/fom-website/manual/2023/Launches2023/MercedesLaunch/Merc-2.png.transform/9col/image.png

Depois de somente uma temporada com a tradicional pintura prateada (leia aqui), a Mercedes volta a adotar o preto como cor principal de seu carro de Fórmula 1, neste caso, o W14. A mudança de padrão tem algumas justificativas, entre marketing e estratégia de corrida, mas remonta a uma época vencedora da equipe alemã, que triunfou somente no GP do Brasil em 2022. Com o novo veículo, a expectativa é que os germânicos voltem a brigar pelo campeonato com Ferrari e Red Bull.

https://www.formula1.com/content/dam/fom-website/manual/2023/Launches2023/MercedesLaunch/Merc-6.png.transform/9col/image.png

Em relação ao W13 que terminou a temporada 2022, o W14 mantém o conceito “no sidepod”, com laterais mais delgadas, mas a linha superior é mais fluida e não tem a aparência de “amassado” que havia no ano passado. As entradas de ar continuam verticais, porém têm formato mais retangular, abandonado – ao menos no carro de lançamento, claro – o corte trapezoidal. No capô, as saídas de ar aumentaram de número na parte inferior e mantiveram as guelras na superior. Por fim, a barbatana ficou mais comprida e segue em queda até terminar na diagonal, em vez de ter um acabamento em 90 graus como no W13.

https://www.formula1.com/content/dam/fom-website/manual/2023/Launches2023/MercedesLaunch/Merc-1.png.transform/9col/image.png

A pintura predominantemente preta remete ao icônico W11  (leia aqui) e ao seu sucessor W12 (leia aqui). Contudo, o tom brilhante aparece somente na parte superior da carroceria, incluindo bico, asa traseira, halo e abas laterais das asas dianteiras. Nos demais elementos, tem-se apenas a fibra de carbono envernizada, como forma de baixar o peso – algo que se observa em todas as equipes até o momento. Chefe da equipe, Toto Wolff admite que a medida tem justamente essa função. “Se olharmos para a história das ‘flechas de prata’, sabemos que elas surgiram após a Mercedes raspar a tinta branca dos carros para deixá-los mais leves, o que expôs o alumínio da carroceria. (…) E a história se repete. Mas, neste caso, o material é a fibra de carbono e é preto”, explica.

https://www.formula1.com/content/dam/fom-website/manual/2023/Launches2023/MercedesLaunch/Merc-5.png.transform/9col/image.png

A Mercedes terminou 2022 na terceira posição de construtores, com somente uma vitória: a de George Russell (#63) no GP do Brasil. O jovem inglês correrá ao lado do heptacampeão Lewis Hamilton (#44), na expectativa de que ambos vençam com frequência. Se não há novidades entre titulares e chefia, há mudanças em outras áreas: a escuderia trouxe Mick Schumacher para o lugar do então reserva Nick De Vryes, contratado pela AlphaTauri, mas perdeu o chefe de estratégia James Vowles, que assumiu o comando da Williams.

https://www.formula1.com/content/dam/fom-website/manual/2023/Launches2023/MercedesLaunch/Merc-4.png.transform/9col/image.png

CALENDÁRIO DE APRESENTAÇÃO F1 2023
Data – Escuderia – Modelo
31/01 – Haas – VF-23
03/02 – Red Bull – RB19
06/02 – Williams – FW45
07/02 – Alfa Romeo – C43
11/02 – AlphaTauri – AT04
13/02 – Aston Martin – AMR23
13/02 – McLaren – MCL60
14/02 – Ferrari – SF-23
15/02 – Mercedes – W14
16/02 – Alpine – A523

Publicidade

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s