Mercedes Classe S atualiza versão híbrida

Após atualizar o Classe S (leia aqui) e suas variações cupê e conversível (leia aqui), a Mercedes-Benz anunciou a renovação da variação híbrida. Substituindo o S500 Hybrid, o sedã passa a contar com o S560e, que se adequa ao seu novo padrão de nomenclatura e promete um sistema mais eficiente, com ganhos em potência e autonomia. Ele chega às lojas europeias nas próximas semanas.

Continuar lendo

Anúncios

BMW promete 25 eletrificados até 2025

Depois de Grupo Volkswagen (leia aqui) e Daimler/Mercedes (leia aqui), foi a vez da BMW se posicionar a respeito da eletrificação de sua gama. No abrir de portas do Salão de Frankfurt, o presidente global da marca bávara, Harald Krueger, anunciou que a companhia terá pelo menos 25 veículos ecologicamente corretos até 2025. Destes, 12 serão movidos somente a eletricidade.

Continuar lendo

Volkswagen eletrificará toda a linha até 2030

Como fez com a Kombi, VW usará o Sedric (acima) para transporte interno nas fábricas

Seguindo outras companhias, a Volkswagen anunciou a eletrificação de toda a sua gama até 2030. Segundo a empresa, o conglomerado terá uma variação ecologicamente correta em todos os produtos de suas subsidiárias. Até 2025, são previstos 80 produtos movidos a eletricidade. A empresa afirma que o plano, chamado Roadmap E, é o mais do tipo na indústria.

Continuar lendo

Jaguar Land Rover confirma gama exclusiva de elétricos e híbridos em 2020

Jaguar I-Pace (acima) chega com motor elétrico já em 2018

Depois da Volvo (leia aqui), foi a vez da Jaguar Land Rover anunciar o fim de modelos a combustão em sua gama. A dupla inglesa terá somente veículos elétricos ou híbridos, com apoio de propulsores a diesel e a gasolina, a partir de 2020. A intenção é entrar em consonância com os grandes mercados, que já preveem o fim dos sistemas tradicionais nas próximas décadas.

Continuar lendo

Colômbia zera impostos para elétricos

Nova parceira comercial do Brasil (leia aqui), a Colômbia deu um passo além para tornar os carros híbridos e elétricos mais comuns em suas ruas. Se ainda falta infraestrutura, ao menos o país agora recebe melhor os ecologicamente corretos. O governo local determinou a isenção de imposto de importação para os veículos que consomem apenas eletricidade e baixou para 5% àqueles que usam propulsão mista, também com combustão.

Continuar lendo