De Tomaso voltará à vida com esportivo P72, de produção limitada

O crescente segmento de hipercarros fez algumas companhias menos estruturadas apostarem no mercado, como aconteceu com a antiga equipe de automobilismo Brabham (leia aqui) ou mesmo o estúdio Pininfarina (leia aqui). Agora, uma “velha conhecida” do ramo de esportivos retorna à vida com o mesmo propósito. Trata-se da De Tomaso, que confirmou o lançamento de um cupê de alto desempenho “para breve”. Chamado P72, ele foi adiantado pela empresa no abrir de portas do Festival de Velocidade de Goodwood, na Inglaterra.

Continuar lendo

Anúncios

Marca De Tomaso é arrematada e tem nova reestruturação prometida

De Tomaso Pantera Targa 1993Pouco conhecida aqui, De Tomaso tinha seu público na Europa; Pantera 93 (acima) tinha estilo alinhado à época

A marca ítaloargentina De Tomaso tenta se reerguer novamente. Leiloada pela quarta vez, a montadora foi arrematada pela empresa L3 Holding, sediada em Luxemburgo. A promessa da companhia, que pagará € 2,05 milhões (R$ 7,18 milhões) pela estrutura falida, é de recolocar a fabricante de esportivos no mercado. Continuar lendo

Sem pagamento por aquisição, De Tomaso pode ir à falência

A De Tomaso ensaiou um retorno ao mercado automotivo. Com projeto próprio – o polêmico crossover Deauville – e toda uma história para honrar, porém, a marca não parece deixar o ostracismo. Isso porque o grupo de investimentos chinês Hyotork, que havia assegurado a compra da empresa, ainda não pagou o combinado, o que pode causar a falência da recém-ressugida fabricante italiana.

Continuar lendo

De Tomaso é adquirida por chineses

A italiana De Tomaso estava se preparando para ressurgir. Após voltar da morte, a empresa desenvolveu o conceito Deuaville para marcar seu retorno. A rejeição ao crossover foi tamanha que a marca desistiu do projeto, embora tenha mantido o interesse em atuar novamente no ramo automotivo. Mas não deu para continuar. Assim, a firma fundada por Alejandro de Tomaso e que estava no comando de Gianluca Rossignolo foi negociada com um grupo de investimentos chinês.

Continuar lendo